MENU

Polícia não responsabiliza Marrone por queda de helicóptero

Polícia não responsabiliza Marrone por queda de helicóptero

Atualizado: Quinta-feira, 18 Agosto de 2011 as 3:26

Marrone deve ser responsabilizado por pilotar

helicóptero sem licença (Foto: Grizar Junior/AE)

  O delegado José Luiz Chain, do 2º Distrito Policial em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, afirmou nesta quinta-feira (18) que o cantor Marrone, da dupla sertaneja Bruno & Marrone, não será responsabilizado pela queda do helicóptero, que caiu no município em 2 de maio. Com a queda, ficaram feridos, além de Marrone, o piloto Almir Carlos Bezerra, que perdeu parte da perna esquerda, e o assessor e primo do cantor, Jardel Alves Borges, que ficou internado por vários dias na UTI.     Segundo Chain, o inquérito que apura as causas e responsabilidades pelo acidente com o helicóptero foi concluído na terça-feira (16) e remetido à Justiça, que deverá encaminhá-lo ao Ministério Público. A assessoria de imprensa de Marrone diz que ele não se pronunciará sobre o caso, seja qual for a conclusão da polícia.

No relatório da conclusão do inquérito, o delegado pediu para que Marrone seja responsabilizado por contravenção penal por "dirigir aeronave sem devida licença". Em relação ao piloto, Chain escreveu que ainda apura eventual responsabilidade de Almir no crime de lesões corporais em relação às vítimas. Para isso, a autoridade policial ainda aguarda o laudo da aviação brasileira que irá apontar as causas do acidente. Ele também aguarda o depoimento de Jardel, que deverá ser feito por carta precatória em Goiânia (GO).

“O cantor não foi o responsável pela queda. Ele não dirigiu o helicóptero até sua queda. No meu entender, o cantor deve responder na Justiça pelo artigo 33 da Lei das Contravenções Penais. Caso seja condenado, a pena é de três meses de prisão simples, mas pode ser convertida para prestação de serviços”, disse Chain. “Concluímos que Marrone conduziu a aeronave no trajeto de Curitiba [PR] a São José do Rio Preto. Ele aterrissou no aeroporto Eribelto Manoel Reino e reabasteceu. Mas foi Almir quem assumiu a posição de piloto de São José até a queda, que ocorreu cerca de dois minutos depois da decolagem.” Sobre o piloto, o delegado afirmou que ele só será indiciado se o laudo técnico apontar que Almir foi o responsável pela queda do helicóptero. “Mas além disso seria necessário que as vítimas representassem contra ele. A possibilidade de isso ocorrer é quase zero”, disse Chain.

Questionado sobre as causas do acidente, Chain respondeu que o laudo técnico é que irá apontar se a queda foi em decorrência de falha humana ou problemas mecânicos. Não há previsão de quando a polícia receberá o laudo.

Cantor nega

Em entrevista ao Fantástico, divulgada no dia 15 de maio, o cantor admitiu já ter segurado o manche da aeronave, mesmo sem ter licença, o chamado ‘brevê’. E ainda assumiu que estava sentado do lado direito da aeronave, lugar destinado ao piloto. O cantor negou, no entanto, que estivesse no comando no momento do acidente.

No dia 10 de maio, a assessoria da dupla sertaneja divulgou em seu site que Marrone afirmou nunca ter assumido o comando do helicóptero antes da queda. "Marrone informou que prestou voluntariamente esclarecimentos à comissão do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes [Cenipa], da Aeronáutica, e esclareceu nunca ter assumido o comando da aeronave, mesmo porque não é habilitado para tal função. Ele admitiu auxiliar o piloto quando o mesmo precisava consultar algum mapa ou carta", informou a nota.          

veja também