MENU

Polícia ouve testemunha da morte de jovem de 15 anos, em São Gonçalo

Polícia ouve testemunha da morte de jovem de 15 anos, em São Gonçalo

Atualizado: Terça-feira, 5 Julho de 2011 as 4:24

A polícia investiga a morte do adolescente Victor Hugo da Silva Braga , de 15 anos, na porta de casa, no último domingo (3), em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Ele levou um tiro na cabeça. O amigo, de 18 anos, que estava com ele, também foi ferido, mas sobreviveu. Ele está internado em estado estável no Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo, sem previsão de alta.

Duas pessoas foram convocadas para prestar depoimento. Uma jovem, de 19 anos, que estava com o grupo no momento do crime presta depoimento na 74ª DP (Alcântara) desde o final da manhã desta terça-feira (5). Ela disse que ninguém conhecia os suspeitos, que chegaram num carro atirando contra o grupo. Segundo ela, não houve anúncio de assalto nem discussão.

O delegado adjunto Cláudio Moreira disse que equipes da delegacia estão nas ruas procurando novas testemunhas do caso e espera que a população ajude a polícia com informações através do Disque-Denúncia.

“Estamos seguindo todas as linhas de investigação. Uma delas é de que um dos integrantes do grupo estaria com a namorada de um traficante. Mas pretendemos investigar outras linhas que estão sendo levantadas”, disse o delegado, que vai pedir que o rapaz que está hospitalizado seja ouvido assim que tiver condições de prestar declarações, mesmo que informalmente.

Outras três pessoas são esperadas ainda nesta tarde para prestar depoimento na 74ª DP.

Assim como a polícia, a família também busca respostas. Segundo o avô de Victor, Rivaldo Batista, o crime pode ter sido motivado por ciúmes.

“Ouvi dizer isso, que a namorada de um traficante gostava dele, andava atrás do Victor”, contou o avô.

Segundo o avô, o neto tinha acabado de chegar em casa, depois de fazer um lanche com mais quatro amigos: três rapazes e uma menina. O grupo ficou conversando no portão, quando um carro com dois homens se aproximou.

Segundo a família o adolescente foi obrigado a ficar deitado com rosto voltado para o chão e em seguida acabou baleado na cabeça. Os amigos que também estavam no local ainda tentaram escapar, mas os homens fizeram mais disparos na direção deles. E um dos tiros atingiu outro rapaz do grupo.

As balas perfuraram a parede de uma das casas vizinhas. O amigo de Victor foi ferido na boca. Victor foi enterrado na tarde de segunda-feira (4), em São Gonçalo.          

veja também