Polícia prende 21 suspeitos de quadrilha de funcionários fantasmas

Polícia prende 21 suspeitos de quadrilha de funcionários fantasmas

Atualizado: Sexta-feira, 1 Julho de 2011 as 8:31

Vinte e um suspeitos de integrar uma quadrilha de funcionários fantasmas já foram presos na Operação Saldo Zero, da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança e da Secretaria estadual de Saúde, que está em andamento desde o início da manhã desta sexta-feira (1º). A quadrilha é suspeita de desviar dinheiro público.

 A investigação de dois meses conta com o apoio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e do Núcleo de Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil.

Participam da ação 115 policiais civis, que cumprem 31 mandados de prisão temporária e dois de busca e apreensão. Os envolvidos são acusados de inserção de dados falsos em sistema de informações, peculato e formação de quadrilha, podendo pegar até 12 anos de prisão.

O objetivo é desarticular uma quadrilha responsável por desvio de dinheiro público por meio de inserção de dados falsos no Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH) e inclusão fraudulenta de funcionários fantasmas na folha de pagamento da Secretaria estadual de Saúde.

Até o momento o esquema criminoso já provocou um prejuízo aos cofres estaduais estimado em aproximadamente R$ 300 mil em cerca de quatro meses.

Fraude

As investigações começaram em maio, depois que uma auditoria constatou que duas funcionárias terceirizadas da Secretaria estadual de Saúde incluíram, indevidamente, 29 pessoas na folha de pagamento da Secretaria estadual de Saúde. Segundo a Secretaria de Segurança, as suspeitas usavam uma senha pessoal para fazer a inclusão dos funcionários fantasmas no sistema.          

veja também