MENU

Polícia prende em hospital suspeito de assalto a mercado

Polícia prende em hospital suspeito de assalto a mercado

Atualizado: Sexta-feira, 5 Agosto de 2011 as 1:22

Segundo a polícia, 15 homens teriam participado da tentativa de assalto     A polícia prendeu no pronto-socorro de um hospital um suspeito de participar da tentativa de assalto aos caixas eletrônicos de um supermercado da zona norte de São Paulo na madrugada desta sexta-feira. As autoridades não confirmaram em qual instituição o homem foi detido, mas afirmaram que ele carregava uma munição calibre 12 no bolso e teria confirmado a participação no crime.

Além do suspeito, a polícia encontrou mais três veículos que teriam sido utilizados na tentativa de assalto que terminou em tiroteio. O confronto entre policiais e bandidos terminou com seis mortos, dos quais três já foram identificados. Segundo Airton Roberto Guelfi, delegado plantonista do 74º DP, que fica a 100 m do estabelecimento, todos tinham passagens pela polícia por roubo e tráfico de drogas.

De acordo com o comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), coronel Paulo Telhada, o grupo chegou ao local por volta das 3h. "A PM recebeu uma denúncia anônima de que haveria um roubo aos caixas eletrônicos de um supermercado em Parada de Taipas, e solicitou apoio da Rota", contou. Doze viaturas da corporação vieram da região do ABC prestar apoio e, quando elas chegaram, já havia se iniciado a troca de tiros.

"Eles estavam fortemente armados e houve um intenso tiroteio. A polícia estima que pelo menos quinze homens participaram desta ação", disse o coronel. Segundo ele, um dos assaltantes que estava dentro de um Peugeot tentou fugir e foi morto na saída do estacionamento do supermercado. Outros cinco bandidos, segundo Telhada, refugiaram-se no interior do estabelecimento e não obedeceram à voz de prisão. Na troca de tiros, foram baleados e morreram. "Eram bandidos perigosos que não temem a polícia. O resultado não era o que interessa para nós. Preferíamos tê-los prendido, mas eles não nos deram outra opção", afirmou o comandante da Rota.

Um repositor e dois homens que faziam serviços de manutenção no supermercado foram rendidos pelos assaltantes. "Eles foram ameaçados o tempo todo. Um deles, o repositor, chegou a ser trancado em uma câmara frigorífica, no setor de carnes do mercado", afirmou Telhada. Nenhum dos reféns se feriu.

Segundo a Polícia Militar, foram apreendidas duas metralhadoras, dois fuzis, duas armas calibre 12, uma pistola, três coletes à prova de balas, um botijão de gás, um maçarico e máscaras. De acordo com Telhada, quando os agentes chegaram, os criminosos já estavam abrindo um dos caixas com o maçarico. "Pelo que vimos aqui, era quadrilha especializada", disse o coronel.

Além do Peugeot em que um dos bandidos foi atingido, foram encontrados mais três veículos abandonados e com marcas de balas, um deles com traços de sangue. A polícia deve checar as entradas de feridos em hospitais do Mandaqui e do Tatuapé para achar mais suspeitos. O caso foi registrado no 74º DP e a investigação será feita pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).          

veja também