MENU

Polícia prende suspeito de matar PM a facadas no interior de MT

Polícia prende suspeito de matar PM a facadas no interior de MT

Atualizado: Terça-feira, 27 Setembro de 2011 as 1:27

Um cabo da Polícia Militar de Rosário Oeste, a 133 quilômetros de Cuiabá, foi assassinado na madrugada desta segunda-feira (27), no centro da cidade. João Vicente Ferreira, de 45 anos, estava na residência da mulher com a qual convivia, quando se envolveu em uma discussão e foi atingido por um golpe de faca no pescoço. O suspeito de cometar o crime, de acordo com a PM, é o enteado da vítima, de 18 anos. Segundo o subcomandante da Polícia Militar em Rosário Oeste, tenente Roosevelt Maciel Bezerra, o policial foi encaminhado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

"Ontem estavam os três na casa, houve uma discussão e ele [suspeito] partiu para cima do João com a faca. João morava na residência da mulher e há cinco ou seis anos os dois estavam juntos", declarou o comandante, em entrevista ao G1 . De acordo com o oficial, outros desentendimentos entre a vítima e suspeito já tinham sido registrados.   "Já estava previsto este acontecimento, tendo em vista que sempre ocorriam desentendimentos entre os dois. Na última vez, este jovem tentou contra a vida do João", declarou o policial. O corpo do PM foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Diamantino, distante 209 quilômetros da capital. Já o suspeito, segundo o oficial Roosevelt Bezerra, foi preso na madrugada desta terça-feira na cidade de Nova Olímpia, a 651 quilômetros de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, o jovem suspeito pelo assassinato já tinha passagens por outros crimes. "Esse menino já se envolveu em furto e tinha passagens pela polícia quando menor. Ele foi preso há umas duas semanas por envolvimento com droga e estava solto novamente", afirmou o subcomandante da PM.

Aposentadoria

O militar assassinado em Rosário Oeste possuía 27 anos de serviços como policial e estava prestes a se aposentar. "Estava prevista a aposentadoria, mas ele estava com a intenção de ser promovido a terceiro sargento e queria aguardar até abril de ano que vem", finalizou o subcomandante.          

veja também