MENU

Polícia prende suspeitos de vender materiais sem registro

Polícia prende suspeitos de vender materiais sem registro

Atualizado: Segunda-feira, 13 Dezembro de 2010 as 8:43

Três pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira (13) por policiais da DRCCSP (Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Saúde Pública) por suspeita de comercializar materiais sem registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)usados em clínicas de estética no Rio de Janeiro. Um dos suspeitos foi preso na Barra da Tijuca e o outro em Vargem Grande, zona oeste da cidade.

De acordo com o delegado Fábio Cardoso, titular da DRCCSP, 18 equipes percorrem a Baixada Fluminense e as zonas sul e oeste para cumprir mandados de busca e apreensão. Vários materiais, como botox (complexo protéico purificado, de origem biológica, usado para evitar contração do músculo), já foram apreendidos.

Policiais checam denúncias de três clínicas na Barra da Tijuca, de um hospital grande e consultórios em Caxias que estariam utilizando materiais irregulares.

Os agentes também estão com mandados de busca e apreensão para uma indústria em Goiânia que seria responsável pela fabricação de medicamentos e produtos de estética.

Segundo o delegado, o material e os presos serão apresentados nesta manhã na 5ª DP (Delegacia da rua Mem de Sá), no Centro.

veja também