MENU

Polícia procura jovem suspeito de participar de roubo de casas em SP

Polícia procura jovem suspeito de participar de roubo de casas em SP

Atualizado: Segunda-feira, 23 Maio de 2011 as 12:54

A polícia procura um jovem suspeito de integrar uma quadrilha que assaltava casas de luxo em Franca, no interior de São Paulo. Na semana passada, quatro jovens de classe média alta foram presos. Os investigadores dizem que eles roubaram o equivalente a mais de R$ 1 milhão em seis meses.

  Imagens obtidas durante as investigações mostram o jovem Leonardo Engler, de 19 anos, comprando gaiolas de pássaros em uma loja de Ribeirão Preto, também no interior paulista. A compra foi paga com um cartão de crédito roubado, segundo a polícia. Na loja, junto com Leonardo, estão o irmão Tiago, 24 anos, e os amigos Guilherme Alves, 21 anos, e João Paulo Limírio, 26 anos. O outro suspeito, Rafael Rossin, 20 anos, não aparece nas imagens, mas, de acordo com as investigações, também faz parte da quadrilha.

“Se esse rapaz [Leonardo] batesse na porta de casa e falasse que era um namorado da minha filha, eu ia receber super bem, um sobrenome legal, iria até me dar orgulho”, conta uma das vítimas.

  A maioria dos suspeitos mora em casas confortáveis em Franca e, segundo a polícia, nenhum trabalha ou estuda. “São todos de classe média, classe média alta. Jovens que frequentam a considerada alta sociedade da cidade. Têm uma estrutura familiar que realmente não caberia que os mesmos acabassem entrando para essa modalidade criminosa”, aponta o delegado.

Segundo as investigações, em seis meses eles invadiram pelo menos 11 casas. Eles usavam informações de redes sociais para saber se as famílias haviam viajado. O grupo escondia o que roubava em um apartamento.

Por telefone, a reportagem tentou ouvir o pai de Leonardo e de Tiago, que negou o envolvimento dos filhos.Os parentes dos outros suspeitos também foram procurados e não foram encontrados em suas casas. O pai de Rafael também acredita na inocência do filho. “Ele estava em casa no dia dos roubos. Tem testemunha”, disse.

Os jovens devem ser indiciados por furto qualificado, tráfico de drogas e formação de quadrilha. Outros suspeitos estão sendo investigados.

“O Leonardo foi categórico em afirmar para um dos investigadores que realmente a casa dele tinha caído. Mas ele disse pra mim: em breve, eu estarei na rua e certamente vou recuperar o tempo perdido”, conclui o delegado Márcio Murari.

Esta semana, a Justiça negou o pedido de relaxamento da prisão de Leonardo Engler. O jovem pode ser condenado a mais de 20 anos de cadeia.            

veja também