MENU

Polícia quer ouvir seguranças de casa noturna onde jovem foi agredido

Polícia quer ouvir seguranças de casa noturna onde jovem foi agredido

Atualizado: Sexta-feira, 19 Agosto de 2011 as 8:40

Os seguranças da casa noturna Lisboa Chopp e Grill, no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo, onde um jovem de 25 anos foi espancado, devem prestar depoimento nos próximos dias. Nesta quinta-feira (18), investigadores voltaram ao estabelecimento em busca de pistas dos agressores.

Câmeras de segurança do lado de fora gravaram o momento em que o jovem foi espancado. Ele saiu e tirou a camisa. Em vez de ir embora, voltou e começou a agredir todos que estavam no local. O rapaz apanha de várias pessoas até ser jogado sobre um carro estacionado. O que aconteceu dentro da casa ainda está sendo investigado.

A polícia quer descobrir quem são as pessoas que aparecem nas imagens. A Corregedoria da Polícia Militar investiga a possibilidade de policiais militares terem participado da confusão.     Na noite em que Evandro Gonçalves de Lima foi agredido, 14 seguranças trabalhavam na casa noturna. A polícia já teve acesso a uma lista com os nomes de todos eles. O grupo será intimado a depor nos próximos dias, assim com os responsáveis pelo estabelecimento. Os depoimentos de outras sete pessoas, que se dizem vítimas de agressão no mesmo lugar, também devem ajudar na identificação dos agressores.

Investigadores estiveram na casa noturna para fotografar os ambientes narrados pelas testemunhas. As fotos mostram um corredor onde, segundo amigos de Evandro, o jovem começou a ser agredido logo depois de pagar a conta. Um computador foi apreendido para tentar resgatar as imagens do circuito interno.

Enquanto as investigações continuam, a vítima continua internada em estado grave na UTI do hospital da Vila Alpina.            

veja também