MENU

Policiais acusados de fazer parte de grupo de extermínio vão a júri em SP

Policiais acusados de fazer parte de grupo de extermínio vão a júri em SP

Atualizado: Quinta-feira, 29 Julho de 2010 as 9:43

Serão julgados nesta quinta-feira (29) quatro policiais militares acusados de integrar um grupo de extermínio que ficou conhecido como “highlanders”. O apelido se deve ao fato de as vítimas, depois de mortas, serem decapitadas. O julgamento será realizado no fórum de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, e está previsto para começar às 9h30.

Os quatro policiais irão a júri popular pelo assassinato de Antônio Carlos Silva Alves, em outubro de 2008. Deficiente mental, ele foi confundido pelos acusados com um ladrão, segundo a denúncia. Testemunhas viram quando a vítima foi abordada pelos policiais. O grupo de extermínio formado por policiais é acusado de atuar no Capão Redondo e no Jardim Ângela, na Zona Sul da capital. Até o início de 2009, pelo menos 15 policiais militares já haviam sido presos suspeitos de envolvimento no caso.

Segundo o delegado que investigou o caso, Pedro Arnaldo Buk Forli, eles cortavam as cabeças e as mãos das vítimas para dificultar a identificação. As vítimas escolhidas pelo grupo, segundo a investigação, eram pessoas com passagem pela polícia. A exceção foi justamente o deficiente mental, morto por engano.

veja também