MENU

Policial morto na Rocinha é enterrado hoje

Policial morto na Rocinha é enterrado hoje

Atualizado: Quinta-feira, 5 Abril de 2012 as 10:02

O corpo do policial Rodrigo Alves Cavalcante, de 33 anos, será enterrado na manhã desta quinta-feira (5), no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ele foi baleado, na madrugada de quarta-feira (4), em um patrulhamento a pé pela comunidade da Rocinha, na Zona Sul, e chegou a ser levado por colegas para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, onde morreu.

A morte do policial foi a terceira em menos de dez dias na comunidade, e a nona em quase dois meses. O caso é investigado pela Divisão de Homicídios (DH), que já identificou o principal suspeito do assassinato.

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse na tarde de quarta, que não irá mudar as estratégias de ocupação para a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

“O que tenho a dizer é que nós não vamos fazer em quatro meses o que a ditadura do tráfico fez com a Rocinha e com vários lugares da cidade em 40 anos. Tudo o que o inimigo da paz quer é que mudemos a estratégia e isto não irá acontecer em hipótese alguma. Nós temos motivos suficientes para ir em frente”, disse ele. “Ninguém aqui vai trabalhar com gosto de sangue na boca, porque existe um plano, um projeto, e a mudança se dá dentro de um processo. O recado é que isso não vai fazer com que recuemos um milímetro nessa proposta”, completou.

Aumento de efetivo
Beltrame garantiu ainda que o efetivo na Rocinha vai dobrar até esta sexta-feira (6) e passará a ter 643 homens.

”A PM traçou uma estratégia há dois dias, como se trata de um policiamento em uma cidade - a Rocinha é uma cidade, são 100 mil habitantes , maior do que muitos municípios no interior do estado - e isso aumentou a presença da polícia naquele local”, explicou.

veja também