MENU

Por decreto, São Paulo 'melhora' poluição do ar

Por decreto, São Paulo 'melhora' poluição do ar

Atualizado: Quinta-feira, 16 Maio de 2013 as 8

 

são paulo_poluição
Um decreto que nasceu para deixar os padrões de qualidade do ar no Estado de São Paulo mais rígidos terá, na prática, um efeito contrário por ao menos cinco anos.
 
A informação que chegará à população sobre o ozônio, gás que mais tem afetado a saúde da população paulistana nos últimos dez anos, será, via de regra, a de um ar menos poluído. No mundo real, porém, a situação continua crítica como antes.
 
As novas regras de medição da qualidade do ar começaram a valer em abril.
 
Se elas fossem usadas em fevereiro de 2012, por exemplo, época ruim para esse poluente, a situação no parque do Ibirapuera teria ficado melhor do que foi divulgado oficialmente em mais de um terço dos dias do mês, conforme cálculos feitos pela Folha.
 
A qualidade do ar teria recebido um conceito melhor durante 12 dias. Em 8 desses casos, em vez de "regular", a classificação da qualidade do ar medida pela Cetesb (agência ambiental paulista), pela nova medição, seria "boa".
 

veja também