MENU

Preço do ingresso de teatro recua 9,6% em SP; no Rio, queda é de 5,6%

Preço do ingresso de teatro recua 9,6% em SP; no Rio, queda é de 5,6%

Atualizado: Quinta-feira, 30 Setembro de 2010 as 11:31

A média de preços dos ingressos de teatro caiu nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro em relação ao ano passado, segundo a Fundação Getulio Vargas. O recuo em 12 meses foi de 9,58% na capital paulista e de 5,6% na principal cidade fluminense.

A queda destoa da inflação média ao consumidor, que subiu 4,05% desde setembro do ano passado, e também do comportamento dos preços de outros serviços de entretenimento, como cinema, hotéis, academias de ginástica e lanchonetes.

Com o aumento da renda da população --e mais gente disposta a se divertir fora de casa--, o valor cobrado por esses serviços tende a subir.

Cátia Latuf, diretora da Ingresso Rápido, site que vende entradas para espetáculos teatrais e musicais em 11 Estados, afirma que o número de encenações subiu de 180 no começo do ano para os atuais 250.

Latuf diz que há um boom de espetáculos nas principais cidades brasileiras. Segundo ela, com o aumento da oferta, cresceu o número de opções mais baratas à disposição do consumidor, o que ajuda a puxar para baixo a média de preço do bilhete.

"O público que frequenta teatro é escasso. Se tem muitas peças disputando esse público que não cresce tanto, é normal que haja canibalização, principalmente nos espetáculos mais baratos", diz o produtor teatral Paulo Pélico, da associação que representa a categoria, em São Paulo.

O economista André Braz, da FGV, aposta que a tendência de queda no valor dos ingressos não se manterá a curto prazo. "O preço da entrada do teatro é igual ao do tomate na feira. É muito volátil e muito sensível à oferta. Pode disparar da noite para o dia."

veja também