MENU

Prédio com rachadura passa por nova vistoria nesta sexta

Prédio com rachadura passa por nova vistoria nesta sexta

Atualizado: Sexta-feira, 11 Dezembro de 2009 as 12

Os moradores do prédio com rachadura que está interditado na Rua dos Inválidos, no Rio, foram levados pela subprefeitura para um hotel na Rua do Riachuelo onde passaram a noite de quinta-feira (10).

O subsecretário da Defesa Civil coronel Sérgio Simões reafirmou, na manhã desta sexta-feira (11), que não há risco de desabamento do imóvel. O prédio vai passar por uma nova avaliação, e a tendência é que ele seja liberado ainda nesta sexta.

''Agora o trabalho que vai ser feito é de uma avaliação de engenharia para saber qual intervenção deve ser feita. Seguramente ele pode ser recuperado. As leituras das medições mostram que não houve nenhuma alteração, nenhuma movimentação. É uma obra relativamente simples de engenharia para manter a estabilidade do prédio''.

Os outros dois imóveis que seguem interditados: a Igreja Santo Antônio dos Pobres e um estacionamento na Rua do Senado também serão alvo de uma vistoria nesta sexta.

A Defesa Civil liberou na noite desta quinta-feira (10) cinco dos oito imóveis interditados. As interdições ocorreram porque um prédio, localizado na Rua dos Inválidos, apresentou rachaduras. A Defesa Civil decidiu, por medida de segurança, interditar o edifício e os imóveis vizinhos. Uma equipe está de plantão no local com uma unidade móvel para o acompanhamento da situação. Técnicos realizam medições constantes e estão à disposição dos moradores para esclarecimentos.  

Prédio ''escorregou''

O imóvel teria ''escorregado'' cinco centímetros durante a madrugada de quinta.

A construção foi escorada por funcionários da prefeitura.

Segundo ele, a obra que está sendo feita pela construtora WTorre, que vai erguer um grande complexo comercial de quatro prédios na esquina da Rua do Senado com a Rua dos Inválidos, pode ter sido a causa do problema.

''É possível que a obra seja a causa dessa acomodação do solo'', disse o subsecretário, acrescentando que o único prédio que apresentou rachaduras foi o de número 22, da Rua dos Inválidos. Os demais imóveis estariam normais.

Simões afirmou que a construtora, ao lado da Defesa Civil, já faz o monitoramento dos prédios nas imediações. Porém, segundo ele, o prédio interditado estava fora do perímetro de controle. A partir de agora o subsecretário garantiu que vai ampliar esse monitoramento.

''A obra está cumprindo todas as ordens de engenharia, então não vai ser embargada''.

Empresa divulga nota

A empresa WTorre divulgou nota em que afirma que monitora eventuais impactos no entorno da obra. Veja a íntegra do comunicado:

Com relação ao problema ocorrido em alguns imóveis da Rua dos Inválidos nesta quinta-feira, dia 10 de dezembro, a WTorre vem a público para posicionar que:

Com quase três décadas de atuação, é responsável pela construção de centenas de empreendimentos de primeira linha em todo o país, muitos deles no Rio de Janeiro, cidade que muito valoriza e respeita;

Em sintonia com o plano de revitalização do Centro do Rio de Janeiro e a consequente valorização da região, iniciou, em agosto de 2009, a construção do Centro Empresarial Senado, que adota os mais rígidos padrões de engenharia e de controles, contando com todos alvarás e aprovações dos órgãos competentes;

Realiza, desde o inicio das obras, minucioso monitoramento dos eventuais impactos sobre o entorno, de modo a assegurar condições ideais de execução e o menor transtorno possível para a vizinhança;

Em atenção a uma especial demanda da Defesa Civil, a empresa disponibilizou, nesta quinta-feira, pessoal técnico e equipamentos, de modo que seja possível identificar, o mais rapidamente possível, as causas do ocorrido;

A empresa buscará atender, dentro de suas possibilidades, às solicitações do poder público e da Defesa Civil;

A obra do Centro Empresarial Senado segue seu ritmo normal de trabalho.

veja também