MENU

Prefeito acusado de abuso sexual de menores presta depoimento na CPI da Pedofilia do Senado

Prefeito acusado de abuso sexual de menores presta depoimento na CPI da Pedofilia do Senado

Atualizado: Quarta-feira, 5 Agosto de 2009 as 12

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia do Senado ouviu nesta quarta-feira, 5/08, o depoimento do prefeito do município de Sebastião Barros (PI), Geraldo Eustáquio Machado, acusado de ter praticado abuso sexual contra três crianças. Acompanhado de dois advogados, o prefeito se disse inocente, mas respondeu a poucas perguntas feitas pelo presidente da CPI, senador Magno Malta (PR-ES).

Apesar de o depoente ter-se negado a responder à maior parte das perguntas, Malta afirmou que o resultado do depoimento foi positivo e que pretende convocar o prefeito para uma acareação, entre ele, sua esposa e a mãe de uma das crianças molestadas. ''Foi um depoimento muito bom, porque aqui, ele não falando, está falando'', avaliou o presidente da CPI. ''Ele falou muita coisa. Sei porque perguntei e quando a pessoa me dá uma negativa, eu e ele sabemos porque ele está me dando a negativa e porque não quer falar'', complementou Malta.

Visivelmente constrangido, Machado se absteve de responder a perguntas que, na prática, não o incriminariam, como se ele achava que a prática de pedofilia seria uma doença. Após o depoimento, o prefeito limitou-se a dizer que sentia-se injustiçado, mas preferiu não falar como se defenderia das acusações.

Acompanharam o depoimento dois pais de crianças que acusaram o prefeito de Sebastião Barros de pedofilia. Um deles, Raimundo Augusto da Silva Vieira, presidente da Câmara Municipal de Correntina, afirmou estar muito constrangido com a situação, mas que vai às últimas consequências para que Machado seja punido. "Gutão", como é mais conhecido em seu município, contou à Agência Brasil que era amigo muito próximo de Machado e que as duas famílias eram bastante unidas.

Segundo ele, o abuso de sua filha L., de cinco anos, que sofre de câncer, ocorreu durante uma viagem entre o município de Sebastião Barros e Teresina, capital do Piauí. De acordo com relato da menor, ainda no trajeto, Machado teria colocado a menina no colo e, com a ajuda de travesseiro, para disfaçar a cena, colocou a mão da menina em seu órgão genital. ''Nunca imaginei que ele fosse capaz de tal absurdo, ainda mais da minha própria filha'', disse Gutão.

na próxima quinta-feira, 6/08, está marcada reunião para ouvir dois acusados de participação no abuso sexual de dez crianças na cidade de Catanduva (SP). Segundo Magno Malta, foram convocados um médico e um empresário. ''Eles têm que ser ouvidos por nós, um médico e um empresário muito rico, acusados de molestar crianças em Catanduvas, em uma ligação com o Zé da Pipa, que está preso, que era o cafetão que fazia o aliciamento dessas crianças. Não poderíamos fechar o ciclo sem ouví-los'', disse o senador.

veja também