MENU

Prefeitura anuncia detalhes da regulamentação dos fretados

Prefeitura anuncia detalhes da regulamentação dos fretados

Atualizado: Quarta-feira, 22 Julho de 2009 as 12

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e o secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes, anunciaram na tarde de ontem, 21 de julho, detalhes da regulamentação da Zona de Máxima Restrição à Circulação de Fretados (ZMRF), que entra em vigor no dia 27 de julho. A Portaria contendo todas as regras deverá ser publicada daqui a dois dias.

A regulamentação sofreu alterações desde o anúncio inicial, em 29 de junho. "Várias alterações foram incorporadas [ao projeto], e esse  é o objetivo desse prazo para a publicação da Portaria após o anúncio das medidas", declarou Kassab. "Tenho a convicção de que temos o melhor projeto possível para a regulamentação do fretamento em São Paulo. Uma cidade de 11 milhões de habitantes e 6 milhões de veículos precisa ter regras claras. Essa Portaria tem por objetivo, não combater os fretados, mas colocar ordem na casa", concluiu o prefeito.

As mudanças devem melhorar em 11% a fluidez do trânsito dentro da ZMRF, embora em algumas vias onde havia grande circulação de fretados a melhora poderá ser maior.

A regulamentação da ZMRF, região de 70 km² onde o tráfego desses veículos será restrito das 5h às 21h, sofreu algumas alterações. Agora, será permitido o tráfego - mas não a parada - dos fretados em parte da avenida dos Bandeirantes. Na avenida, também foi criado um recuo, para facilitar o acesso dos ônibus ao Aeroporto de Congonhas. Por fim, paralelo à avenida, foi criado um ponto de desembarque na rua Alvorada, para facilitar o acesso à região da rua Funchal e da Vila Olímpia.

Além disso, empresas que realizem viagens rotineiras, ponto a ponto (sem paradas), e possuam garagem para embarque e desembarque dentro da ZMRF poderão pedir no site da prefeitura (www.prefeitura.sp.gov.br) autorização à Secretaria de Transportes para continuar operando. Será criada uma Comissão de Acompanhamento da Regulamentação do Fretamento, que analisará e aprovará ou não os pedidos. Essas viagens não poderão passar por vias de grande circulação, como Paulista, Berrini e 23 de Maio. "Foram várias sugestões acatadas. A principal delas é a possibilidade de realizar dentro dessa área de 70 km² o fretamento ponto a ponto", afirmou o secretário Alexandre de Moraes.

Alguns dos pontos de embarque e desembarque foram alterados. Agora, são 14 pontos: foram acrescentadas as estações de metrô Vila Madalena, Parada Inglesa e Brás e a parada já mencionada na rua Alvorada. Por sua vez, foram cancelados os pontos das estações Jabaquara e Belém, do metrô, e Cidade Universitária, da CPTM.

Também houve acréscimo de quatro linhas especiais, além das sete anteriormente anunciadas. Todas as 11 linhas funcionam em horário especial, das 5h às 9h e das 16h30 às 21h, e são atendidas por 106 veículos deslocados de linhas já existentes.

Os 14 pontos de embarque e desembarque:

Metrô:

- Sumaré

- Barra Funda

- Imigrantes

- Conceição

- Parada Inglesa

- Brás

- Vila Madalena

CPTM:

- Morumbi

- Berrini

- Cidade Jardim

- Hebraica/ Rebouças

- Pinheiros

- Cidade Universitária

Expresso Tiradentes:

- Sacomã

As 11 linhas de ônibus especiais

- Gasômetro - Paulista (via Al. Santos)

- Paulista - Gasômetro (via S. Carlos do Pinhal)

- Metrô Belém - Berrini

- Imigrantes - Chác. Santo Antônio

- Imigrantes - Faria Lima

- Metrô Jabaquara - Estação Berrini

- Metrô Vila Madalena - Berrini

- Nações Unidas - Faria Lima

- Nações Unidas - Berrini

- Itaim Paulista - Metrô Paraíso

- Itaquera - Paulista

veja também