MENU

Prefeitura estima que restrição a fretado leve 40 mil a metrô, trem e ônibus em SP

Prefeitura estima que restrição a fretado leve 40 mil a metrô, trem e ônibus em SP

Atualizado: Quinta-feira, 23 Julho de 2009 as 12

O secretário de Transportes, Alexandre de Moraes, estima que 40 mil passageiros circulam em mil ônibus a cada dia na Zona Máxima de Restrição de Fretamento (ZMRF), nos horários de pico da manhã e da noite.

A projeção, baseada na pesquisa Origem-Destino de 2007, estima uma quantidade de passageiros de cada linha de ônibus fretado que as estações do Metrô e trem e de ônibus urbano deverão receber a partir da próxima segunda-feira, 27 de julho, quando a nova política de transporte por fretamento entrará em vigor.

A estação Imigrantes do Metrô, por exemplo, receberá 7,5 mil pessoas a mais por dia. A estação Parada Inglesa, na Zona Norte, deverá receber outras 7 mil pessoas. A estação Vila Madalena, destino do menor contingente de passageiros dos fretados, terá 500 pessoas a mais, de acordo com a projeção da prefeitura.

Informação

As regras do fretamento entrarão em vigor à 0h de segunda-feira, 27 de julho. A fiscalização vai envolver 474 agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET)  e 128 da Secretaria Municipal de Transportes, além do apoio de cinco guinchos. Mas antes da multa de R$ 3,4 mil e apreeensão dos veículos, os motoristas serão orientados a obedecer a nova rota oficial.

A Prefeitura vai distribuir 50 mil folhetos e 114 faixas pela cidade, além de destacar uma equipe exclusiva para atender dúvidas sobre fretamento pelo telefone gratuito 1188.

Moraes anunciou uma comissão de acompanhamento da regulamentação e deu prazo para que as empresas se adequem às exigências de configuração dos carros.

Metrô e CPTM

Haverá pontos de embarque e desembarque para os fretados nas estações do Metrô Parada Inglesa, Conceição, Barra Funda, Brás, Vila Madalena, Sumaré e Imigrantes. Os passageiros de fretamento na região da Avenida Nações Unidas terão desembarque nas estações da CPTM Pinheiros, Hebraica, Cidade Jardim, Berrini e Morumbi.

Linhas extras

 As empresas poderão pedir autorização para fazer viagem ponto a ponto, desde que tenham lugar para parar. O traçado, entretanto, terá de ser previamente combinado e será acompanhado por GPS, conectado ao sistema Olho Vivo, da SPTrans. "Se acompanharmos e percebermos que ele está fazendo pinga-pinga, será imediatamente descredenciado", disse Moraes.

Autorização pela internet

Também haverá possibilidade de a empresa, em caso de emergência, solicitar a autorização pela internet especificando o trajeto que deverá seguir. Se obtiver a autorização, ela terá de apresentar os documentos que comprovem a urgência dentro de cinco dias, para anular eventuais multas.

Zona Máxima

A Zona de Máxima Restrição de Fretamento é limitada pela Marginal Pinheiros, Avenida Roque Petroni Jr, Avenida Vereador José Diniz, Avenida dos Bandeirantes, Avenida Professor Abrãao de Morais, Avenida Ricardo Jafet, Avenida Tereza Cristina, Avenida do Estado, Rua Sérgio Tomás, Rua Marquês de São Vicente, Avenida Antártica, Avenida Sumaré, Avenida Paulo VI, Rua Teodoro Sampaio e Avenida Prudente de Morais. Os ônibus poderão circular por estas vias.

Congonhas e Via Funchal

A portaria prevê que não é possível parar nestas vias, mas abriu duas exceções. Haverá um traçado que permite uma chegada melhor no aeroporto de Congonhas, na Zona Sul, e uma parada na Rua Alvorada para que os fretados possam parar para embarque e desembarque dos trabalhadores da região da Rua Funchal e Vila Olímpia.

Linhas especiais

O número de linhas para atender os passageiros de ônibus fretados passou de sete para 11. As linhas funcionarão das 5h às 9h e das 16h30 às 21h, com 106 veículos no total.

Os itinerários são: Metrô-Brás - Paulista (Via Alameda Santos e via Rua São Carlos do Pinhal); Metrô Brás - Berrini; Metrô Imigrantes - Chácara Santo Antônio; Metrô Conceição - Berrini; Metrô Imigrantes - Pinheiros; Metrô Vila Madalena - Berrini; Nações Unidas - Berrini (circular); Nações Unidas - Faria Lima (circular) Itaim Paulista - Metrô Paraíso (para substituir os pinga-pingas) e Ibirapuera- Paulista.

Exigências

A portaria estabelece que os ônibus de fretamento terão de ser cadastrados e apresentar um termo de autorização. Para ter o documento, a empresa terá de apresentar ônibus com idade máxima de 15 anos e microônibus e vans com no máximo dez anos.

GPS

Os veículos serão inspecionados, terão de usar combustível limpo e serão monitorados por GPS. Todos devem estar adequados às novas leis de acessibilidade. No entanto, as empresas terão dois anos para se adequar às exigências.

veja também