MENU

Presas fazem rebelião em Cajazeiras, PB, contra saída de diretora

Presas fazem rebelião em Cajazeiras, PB, contra saída de diretora

Atualizado: Sexta-feira, 30 Setembro de 2011 as 8:45

Detentas do Presídio Feminino de Cajazeiras, no Sertão paraibano, fizeram uma rebelião no fim da tarde da quinta-feira (29) em protesto contra a saída da atual diretora da unidade, Graça Abreu. O Corpo de Bombeiros precisou entrar na cadeia para controlar o incêndio provocado pelas detentas em colchões.

Conforme o 6º Batalhão da Polícia Militar, o caso foi comunicado às 17h. A direção convocou a presença do Rádio Patrulhamento, de comandantes da PM e do juiz da vara de Execuções Penais, Djacir Soares, para negociar com as mulheres.

Depois que o incêndio foi controlado, a Polícia Militar apurou junto às detentas que elas protestavam contra a provável saída da diretora. Conforme a PM, a exoneração causaria 'mal-estar' entre as presidiárias, que teriam 'apreço' pela gestora.

O 6º BPM também informou que foram queimados oito colchões e alguns objetos pessoais das presas. Ninguém se feriu e a diretora Graça Abreu permanece provisoriamente trabalhando na unidade penitenciária. A suposta exoneração não foi publicada no Diário Oficial do Estado.      

veja também