MENU

Presidente de partido é preso por injúria racial

Presidente de partido é preso por injúria racial

Atualizado: Quarta-feira, 4 Abril de 2012 as 8:26

O presidente de um partido político no ABC foi preso nesta terça-feira (3) por suspeita de ter cometido os crimes de injúria racial e desacato. Ele teria ofendido um guarda civil municipal em São Caetano do Sul, também no ABC.

O guarda fazia a ronda em frente ao Velório Municipal quando foi, segundo ele, ofendido e caluniado. “Começou a proferir palavras de baixo calão, de injúria racial, acabou me chamando de macaco, de preto”, contou ao Bom Dia São Paulo desta quarta (4).

Segundo a polícia, o suspeito saiu do velório e foi a uma padaria, onde consumiu bebida alcoólica. Em seguida, ele passou por um carro da Guarda Civil Municipal e começou a confusão. “Ele passou pelos GCMs ofendendo tanto a dignidade do cargo quanto a dignidade pessoal de ambos que estavam no local, e [disse também que] preto não era gente”, informou o delegado Sérgio Vidal de Lima.

Se condenado pelos crimes de desacato e injúria racial, o homem detido poderá pegar até cinco anos de prisão. Em julho de 2011, ele passou 30 dias preso após ser acusado pela ex-mulher de violência doméstica e ameaça. Na época ele também respondeu a um processo por desacato.

veja também