MENU

Presidente do Supremo não dá caso Battisti por encerrado

Presidente do Supremo não dá caso Battisti por encerrado

Atualizado: Quinta-feira, 19 Novembro de 2009 as 12

Mesmo após o tribunal ter determinado, nesta quarta-feira, por 5 votos a 4, que a decisão final sobre o destino do italiano é do presidente Lula, Mendes disse que o caso ainda terá ''inúmero desdobramentos'', pois o julgamento de ontem não representa a decisão final da Corte.

''É uma situação toda nova que eu imagino que nem seja definitiva diante da precariedade da maioria e da ausência de ministros''.

Nesta quarta-feira (18), o STF (Supremo Tribunal Federal) autorizou a extradição do italiano, mas decidiu que a palavra final sobre o seu destino é do Poder Executivo, competente, segundo a Constituição, pelas relações internacionais do Brasil.

Cesare Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos cometidos na década de 70, quando ele integrava a organização de extrema esquerda Proletários Armados pelo Comunismo. O ex-ativista nega os crimes, afirma que teve seu direito de defesa cerceado e diz sofrer perseguição política do governo italiano.

veja também