MENU

Preso suspeito de matar seguranças e criança em roubos a joalherias

Preso suspeito de matar seguranças e criança em roubos a joalherias

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2011 as 11:31

A polícia prendeu dois suspeitos de assaltar uma joalheria num shopping em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no final de janeiro deste ano. Após o assalto houve troca de tiros e o chefe de segurança do shopping foi baleado e morreu.

De acordo com o delegado Fábio Asty, da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), um dos presos foi apontado como autor dos disparos. Segundo o delegado, o suspeito participou ainda de pelo menos mais três roubos a joalherias em shoppings. Ele seria também o responsável pela morte de outro segurança e de uma criança em um shopping em Itaguaí, na Região Metropolitana, no mês de fevereiro deste ano, durante o roubo a outra joalheria.

Os assaltos

No primeiro assalto, no dia 31 de janeiro, quatro homens armados teriam invadido a loja por volta das 11h10. Eles fugiram levando joias e dinheiro. O prédio ficou cercado por carros da polícia e as lojas fecharam as portas.

De acordo com o gerente de uma loja do shopping, vendedores e clientes ficaram em pânico com os tiros. Segundo ele, que não quis se identificar, a joalheira fica no terceiro piso e é alvo de criminosos com frequência. Entretanto, a assessoria de comunicação do shopping afirmou que essa foi a primeira vez que a loja foi assaltada.

Segundo a assessoria do shopping, o segurança tinha 50 anos e foi baleado na cabeça, quando seguia em direção à joalheria para tentar evitar o assalto. Um dos quatro assaltantes monitorava a ação sentado, na Praça de Alimentação, quando fez os disparos contra o segurança.

A segunda ação atribuída ao suspeito foi no dia 11 de fevereiro. De acordo com a polícia, a tentativa de assalto aconteceu à noite num shopping em Itaguaí. Os suspeitos chegaram ao local em motos. Quatro homens armados entraram na joalheria e anunciaram o assalto. O segurança da loja reagiu e houve troca de tiros. Um outro segurança do shopping, que não participou do tiroteio, foi baleado e morreu. A outra vítima foi um menino de 7 anos, também baleado na troca de tiros.

Entre os feridos levados para o Hospital São Francisco Xavier também estava uma vendedora, que levou um tiro no tórax. O pai da vítima de 7 anos foi baleado na barriga, assim como um cliente, que chegou a ser levado para a delegacia como suspeito. Um dos suspeitos do crime também foi baleado.        

veja também