MENU

Presos três suspeitos do Alemão que praticavam a 'saidinha de banco'

Presos três suspeitos do Alemão que praticavam a 'saidinha de banco'

Atualizado: Quarta-feira, 11 Maio de 2011 as 8:22

Três suspeitos de integrar uma quadrilha especializada na prática da “saidinha de banco” e roubo de carros foram presos, na noite de terça-feira (10), em Cordovil, no subúrbio do rio. Um quarto suspeito conseguiu fugir. Eles são do conjunto de favelas do Alemão, na Zona Norte, e já tinham pelo menos cinco passagens pela polícia.

A polícia informou que o grupo tinha acabado de roubar o carro de uma representante de vendas, em Vigário Geral, no subúrbio. Os suspeitos, entretanto, negam o envolvimento no crime.

Segundo policiais da 38ª DP (Irajá), os suspeitos seguiram a vítima, que tinha acabado de ir ao banco. Na porta da casa dela, em Vigário Geral, três homens armados desceram de um carro preto e abordaram a mulher, por volta das 16h30.

Eles queriam o dinheiro que ela acabara de sacar, mas a vítima não estava mais com ele, pois havia depositado a quantia em outra conta do mesmo banco. Os suspeitos roubaram o carro da mulher e levaram seus pertences.

Prisão em flagrante

A mulher é amiga de alguns policiais militares do 16º BPM (Olaria), que patrulham a região, e informou o assalto. Os policiais abordaram carros com as mesmas características do veículo levado pelos suspeitos.

Na Rua Cordovil, próximo ao número 556, uma patrulha da PM abordou um carro onde estavam três homens. Os PMs descobriram pela placa do veículo que ele havia sido roubado em fevereiro, na área da 38ª DP.

Os três foram levados para a delegacia por receptação de veículo roubado. Por coincidência, no momento em que chegaram à delegacia, a vítima do assalto estava prestando queixa e reconheceu dois dos suspeitos. Eles também vão responder por roubo.

Suspeito já cumpriu 12 anos de prisão

Segundo os agentes da 38ª DP, um dos suspeitos acabou de cumprir 12 anos de prisão por tráfico de drogas e roubo. Ainda de acordo com a polícia, os presos são moradores das comunidades Nova Brasília e Fazendinha, no conjunto de favelas do Alemão.

O delegado adjunto Aroldo Carvalho acredita que os acusados pratiquem o crime constantemente na região. Segundo ele, existe a hipótese de a quadrilha usar um carro regularizado para centralizar os frutos dos roubos, enquanto o restante do grupo comete os crimes de saidinha de banco e roubo de carros.

Carvalho pede que as possíveis vítimas visitem a delegacia e façam o reconhecimento dos presos. “Pela dinâmica dos crimes, provavelmente eles já fizeram outras vezes. É importante que as vítimas compareçam à delegacia para que esses bandidos paguem pelos seus crimes”, disse o delegado.

Taxista baleado em Cascadura

Na noite de terça-feira (10), um taxista foi baleado durante uma "saidinha de banco", na Praça de Cascadura, no subúrbio do Rio. Ele está internado em estado grave, com um tiro no rosto e outro no braço, num hospital municipal.          

veja também