MENU

Professor de direito é preso suspeito de matar esposa no Rio

Professor de direito é preso suspeito de matar esposa no Rio

Atualizado: Sexta-feira, 29 Outubro de 2010 as 9:09

Um professor de direito foi preso nesta quinta-feira (28) sob suspeita de matar a esposa, no Andaraí, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O crime aconteceu pela manhã, na residência do casal, na Rua Botucatu. Segundo as primeiras informações da Polícia Civil, a mulher teria sido baleada durante uma briga com o marido.

A mulher chegou a ser levada para o Hospital do Andaraí, mas não resistiu. De acordo com os agentes, ele foi preso após perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), que analisaram o local do crime e o carro do professor. Ele foi preso em flagrante por agentes da Divisão de Homicídios (DH).

De acordo com a Divisão de Homicídios, o suspeito estava sozinho em casa e não reagiu à prisão. A polícia ainda investiga as causas do crime. O professor foi levado para a DH da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, onde o caso será investigado.

Mulher morta a facadas

Na madrugada desta quinta-feira (28), uma mulher foi morta a facadas , em Cosmos, na Zona Oeste do Rio. Segundo o registro de policiais do 40º BPM (Campo Grande), o marido é o principal suspeito  do crime, que ocorreu por volta das 3h, na casa do casal na Rua Buranhém.

Segundo os policiais, vizinhos contaram que ouviram os dois discutindo. O corpo da mulher foi encontrado pelo irmão da vítima. O marido está foragido.

O caso vai também será investigado pela Divisão de Homicídios.

Outros casos

Um suspeito de tentar matar a esposa a facadas foi preso na quarta-feira (27), na Ilha do Governador. As informações são da Polícia Civil. Segundo a polícia, ele foi localizado por agentes da 55ª DP (Queimados), quando trabalhava numa obra.

De acordo com a polícia, a tentativa de homicídio ocorreu no dia 16 de outubro. No dia do crime, após um desentendimento entre o casal, o homem, segundo os agentes, teria agredido a mulher com uma faca. Os golpes foram na barriga, no peito, no braço e no tórax.

A vítima contou à polícia que ele só não a matou porque foi empurrado pelo filho de 13 anos.

O homem fugiu e a mulher foi internada no Hospital Souza Aguiar, no Centro, em estado grave.

Na noite de domingo (24), uma mulher, de 25 anos, foi morta em uma comunidade na Rua Pacheco Leão, no Horto, na Zona Sul. A família suspeita que o marido dela tenha cometido o crime.  Ela foi estrangulada com a alça de uma bolsa.

Segundo parentes da vítima, o marido dela teria ligado para a família para informar sobre o crime, antes de fugir. Ainda de acordo com parentes, ela e o marido viviam juntos há sete meses. Ele seria ciumento e teria agido por vingança, depois de supostamente flagrar a mulher com outro homem.    

veja também