MENU

Profissional não pode ser eliminado de recrutamento por ter o nome sujo

Profissional não pode ser eliminado de recrutamento por ter o nome sujo

Atualizado: Sexta-feira, 1 Outubro de 2010 as 11:23

Demitir ou deixar de contratar um funcionário que está com o nome sujo na praça por causa de dívidas pode ser considerado discriminação. O caso pode até parar na Justiça.

O candidato não pode ser eliminado de um processo se seleção por ter o nome sujo, é o que diz o Ministério Público do Trabalho, que considera este ato um tipo de discriminação, e o empregador pode ser punido. Em Minas, 32 empresas estão sendo investigadas por esse motivo. Segundo o procurador Arlélio Lage há uma exceção na lei. Apenas bancários podem ser demitidos se não regularizarem o nome junto ao Serviço de Proteção ao Crédito.

Qualquer profissional que se sentir discriminado pode formalizar uma denúncia no Ministério Público do Trabalho ou na Promotoria de Justiça de cada comarca. É essa denúncia que vai dar origem a uma investigação. O empregador pode ser multado. O valor depende do porte da empresa.       Postado por: Guilherme Pilão

veja também