MENU

Projeto que leva cariocas e turistas a passear a pé pelo Rio completa dez anos

Projeto que leva cariocas e turistas a passear a pé pelo Rio completa dez anos

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 4:15

  Um projeto cultural que une a saudável prática da caminhada aos conhecimentos de geografia, história e arquitetura da cidade do Rio de Janeiro está completando uma década. O Roteiros Geográficos do Rio, iniciativa do Instituto de Geografia da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), já promoveu, ao longo desse período, cerca de 800 passeios, todos grátis, com a participação de 110 mil pessoas. 

O professor João Baptista Ferreira de Mello, idealizador do projeto, explicou que o programa é uma extensão do Núcleo de Estudos sobre Geografia Humanística, Artes e Cidade do Rio de Janeiro, que ele coordena na universidade. Moradores da cidade, cariocas ou não, constituem a maioria dos participantes dos passeios, que também atraem turistas de diversos cantos do país e do exterior.

- Criamos os roteiros para que moradores e turistas conheçam bem a origem e o cotidiano da cidade.

Para o professor João Baptista de Mello, o grande interesse dos moradores do Rio pelas caminhadas culturais corresponde às expectativas do projeto.

- Esperamos que ele contribua para elevar a autoestima do carioca, pois muitos não conhecem as histórias do local ou do bairro onde moram.

Há três anos, o Roteiros Geográficos passou a promover passeios noturnos pela Centro do Rio, área onde está o maior registro histórico e arquitetônico da importância cultural de uma cidade que foi capital do país, desde o período colonial até a inauguração de Brasília, em 1960.

-Nunca tivemos um só incidente nesses passeios noturnos, o que só corrobora um de nossos objetivos, que é o de desmistificar o tema da violência no Rio.

Candelária, Cinelândia, Praça Tiradentes e a boêmia Lapa estão no roteiro dos passeios noturnos. Os participantes podem observar prédios de grande beleza arquitetônica, hoje com iluminação especial para serem admirados à noite, como o Real Gabinete Português de Leitura e a Catedral Presbiteriana. Também percorrem locais que, à noite, são redutos de prostituição e abrigam hotéis de alta rotatividade, como a Praça Tiradentes e a Avenida Gomes Freire.

Os passeios diurnos contemplam não só a história e a arquitetura da cidade, mas, também, a privilegiada geografia carioca. É o caso do roteiro Descortinando as Geografias do Catete, Flamengo e Glória, que tem como ponto de encontro o alto do outeiro (pequena colina) onde está a Igreja da Glória, considerada uma das joias da arquitetura colonial brasileira.

Todos os trajetos são percorridos a pé, com exceção do roteiro Um Olhar sobre a Geografia do Rio de Janeiro, feito de ônibus e, somente, quando solicitado por professores e alunos de fora do estado. Atualmente, o projeto oferece dez passeios diurnos e seis noturnos, tanto em dias úteis como nos fins de semana.

Para participar, os interessados devem fazer a inscrição pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (21) 8871-7238.      

veja também