MENU

Projetos podem aumentar renda dos pescadores da Bahia

Projetos podem aumentar renda dos pescadores da Bahia

Atualizado: Quinta-feira, 5 Junho de 2008 as 12

Direitos iguais, reforma e construção de sedes, apoio logístico, novos projetos, subsídio do óleo diesel e capacitação de pescadores. Esses foram os temas discutidos nesta segunda-feira, 2 de junho, entre representantes da Bahia Pesca, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri) e de nove associações de pesca da Baía de Todos os Santos (BTS), em Salvador.

O objetivo do encontro, apresentado pelo diretor da Bahia Pesca, Aderbal de Castro, é auxiliar na implementação de projetos aqüícolas e pesqueiros, tendo como foco o aumento da renda dos pescadores na BTS. Segundo o censo da pesca realizado pela empresa, atualmente o rendimento médio mensal do pescador e da marisqueira é de R$ 191,70 e o rendimento médio familiar não chega a um salário mínimo, ficando na faixa de R$ 310,36.

Ainda de acordo com o diretor da Bahia Pesca, a representatividade das associações em união com o Estado é o que vai desenvolver a pesca. Para o presidente da Associação das Marisqueiras e Pescadores de Caeiras (Amapesca), em Santo Amaro, José Roque Filho, o encontro além de servir para o fortalecimento das associações, serve para valorizar os pescadores.

"Os trabalhadores das associações pesqueiras da Bahia merecem ter os mesmos direitos que os filiados às colônias de pesca. Na Bahia, existem 109 associações registradas na Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (SEAP)", conclui Roque.

Postado por: Claudia Moraes

veja também