Promotor diz que irá agir com rigor contra jovens de grupo de orgia

Promotor diz que irá agir com rigor contra jovens de grupo de orgia

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:28

Grupo divulgava o 'Congresso do Bulimento' em

redes sociais (Foto: Reprodução/Orkut)

  O promotor da Vara da Infância e Juventude de Campo Grande, Sérgio Harfouche, disse nesta quinta-feira (1º) que estuda a ideia de não entrar com representação por ato infracional contra o grupo de adolescentes que é suspeito de matar aulas para consumir drogas e praticar sexo, no bairro Iracy Coelho, em Campo Grande.

Harfouche diz, que independemente de apresentar representação contra os jovens, garante que irá "agir com rigor".

Segundo a investigação da Polícia Civil, oito adolescentes do grupo teriam praticado sexo com menores de 14 anos durante os encontros em Campo Grande. Para os investigadores, há indícios de que cinco rapazes e três moças tenham praticado os estupros. Sexo com menores de 14 anos, mesmo consentido, é considerado estupro, de acordo com o Código Penal.

“Primeiro preciso ouvi-los, para ver se eles se mostram adolescentes realmente infratores, ou se apenas agiram errado. Se eles se mostrarem infratores, vão ser tratados como infratores, é até mais prático. Vou agir com rigor suficiente para corrigi-los, não considero branda minha proposta. O que é preciso é corrigir e educar e não punir”, revela Harfouche.   O promotor, que espera começar a ouvir os adolescentes a partir desta sexta-feira (2), diz que por serem jovens, representá-los diretamente por estupro de vulnerável, pode ser uma atitude exagerada, podendo trazer consequências graves para o futuro deles.

Dos 20 envolvidos, oito estão enquadrados por formação de quadrilha.

Caso

Segundo a Polícia Civil, o caso foi descoberto depois que a mãe de uma jovem de 12 anos procurou a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), no dia 18 de agosto, para registrar o abandono familiar da garota, que saiu de casa para ir a escola, mas não chegou ao colégio.

  Ela foi encontrada, conforme a polícia, próximo ao Parque Ayrton Senna, no bairro Aero Rancho, junto com outros dois jovens, estudantes da mesma escola, e que também haviam faltado a aula.

Em depoimento, ela confirmou que havia 'matado aula' junto com amigos naquele dia e que isso acontecia constantemente. Revelou ainda à polícia, que o grupo seguia para a casa de um colega, onde vários jovens com idade entre 11 a 16 anos se encontravam.

A jovem disse à polícia que já manteve relações sexuais com esse adolescente há aproximadamente cinco meses.

A garota relatou também que aos encontros foi dado o nome de 'Congresso do Bulimento', e que a gangue do adolescente era chamada de 'of the sexy'. A evasão escolar para os encontros foi batizada, de 'matança ou matamento'.          

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições