MENU

Promotor tenta pôr Nardoni em contradição

Promotor tenta pôr Nardoni em contradição

Atualizado: Quinta-feira, 25 Março de 2010 as 12

O promotor Francisco Cembranelli se baseou nos depoimentos de Ana Carolina Oliveira e Anna Carolina Jatobá para tentar mostrar que Alexandre Nardoni está mentindo em sua versão dos fatos, e, por algumas vezes, o acusado não conseguiu esclarecer detalhes questionados pela promotoria.

Jatobá teria dito, em seu depoimento, que esperou por dez minutos no carro com os filhos enquanto Alexandre levava Isabella para cima. Ele, por sua vez, afirmou não ter certeza de quanto tempo demorou.

Outra contestação do promotor foi relacionada ao pagamento de pensão a Isabella. Alexandre afirmou que pagava R$ 300, e Cembranelli comprovou que a quantia exata era R$ 315. Mostrou ainda documentos comprovando que muitas vezes o acusado deixou de pagar a pensão ou mesmo pagou quantia menor do que a determinada -e que já teria inclusive sido acionado por Ana Carolina judicialmente por conta disso.

O promotor perguntou, ainda, por que Alexandre não falou com Ana Carolina nem com seus familiares após a morte de Isabella. Ele afirmou apenas que estava muito perturbado.

Após o choro inicial, Alexandre se mostrou sereno e bem orientado por seus advogados. Os jurados pareceram sensibilizados com os momentos de emoção do pai de Isabella e, apesar de visivelmente cansados, seguiram anotando todos os detalhes do que estava sendo dito em plenário.

veja também