MENU

Protesto por melhorias no transporte acaba e via é liberada na Zona Sul

Protesto por melhorias no transporte acaba e via é liberada na Zona Sul

Atualizado: Sexta-feira, 4 Março de 2011 as 12:54

Terminou na manhã desta sexta-feira (4) a manifestação que usou barricadas de madeira para bloquear a estrada do M´Boi Mirim, na Zona Sul de São Paulo. Mais de 2 mil pessoas interditaram os dois sentidos da via por quase cinco horas para protestar e cobrar melhorias no sistema de transporte público na região. O bloqueio começou por volta das 7h30 e terminou perto das 11h50. A Polícia Militar acompanhou a manifestação. Ninguém foi preso.

A manifestação, apesar de pacífica, trouxe problemas para o trânsito na região. Houve congestionamentos de ônibus e carros, que ficaram parados e em fila. A Avenida Guarapiranga também estava com trânsito lento por volta das 9h.

Uma comissão formada pelos manifestantes se reuniu na manhã desta sexta-feira (4) com o subprefeito do M´Boi Mirim, Beto Guedes. Foram pedidas melhorias no sistema de transporte público.     A população reclama da demora nos ônibus coletivos e diz que eles estão sempre lotados durante a semana, dificultando a ida do morador da Zona Sul até o trabalho.

O horário de pico na M'Boi Mirim começa por volta das 6h, todos os dias da semana, com filas de veículos. A população também reclama da falta de linhas de ônibus para atender a todos os moradores da região.

“Eu trabalho na Barra Funda, eu saio de casa 5h30, chego dez, dez e meia, onze horas, todo o dia da semana”, disse a empregada doméstica Josefa dos Santos.

Em nota, a assessoria de imprensa da Subprefeitura do M´Boi Mirim informou que “ uma comissão organizada pelos manifestantes foi atendida pelo subprefeito, Sr. Beto Mendes, assim como em todas as outras manifestações organizadas anteriormente. Dentre as solicitações, os manifestantes pedem a ampliação da faixa reversível até o Jardim Ângela e a implantação do Metrô. Todas as demandas foram recebidas pelo subprefeito e serão encaminhadas e protocoladas junto aos órgãos competentes .”      

veja também