MENU

PSDB pede investigação de suposta fraude em imóvel alugado por Palocci

PSDB pede investigação de suposta fraude em imóvel alugado por Palocci

Atualizado: Sábado, 25 Junho de 2011 as 11:50

O PSDB protocolou uma representação no Ministério Público de São Paulo pedindo abertura de investigação sobre a compra do apartamento alugado pelo ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci. O G1 tentou contato com a assessoria do ex-ministro, mas não obteve resposta.

O presidente do PSDB paulista, deputado estadual Pedro Tobias, afirmou que a representação foi protocolada no Ministério Público estadual de São Paulo na última quarta-feira (22).

Segundo reportagem publicada na edição deste sábado (25) do jornal "O Estado de S.Paulo", há indícios de que o dinheiro utilizado para a compra do imóvel, localizado em Moema, na zona sul de São Paulo, seria proveniente de lavagem de dinheiro e corrupção em prefeituras de São Paulo administradas pelo PT.

"Ele está morando em um apartamento de alto luxo e saiu na imprensa que laranjas são donos. Esse aluguel, se ele está pagando, alguém está recebendo, Quem é o verdadeiro dono?", questiona Tobias. O deputado afirmou ainda que o PSDB paulista também pretende protocolar representação no Ministério Público Federal de São Paulo. "Queremos saber se o dono pagou imposto de renda."

Representação

Na representação, que tem como base reportagem da revista "Veja", o PSDB procura associar Palocci e o PT ao suposto esquema de lavagem de dinheiro. Segundo reportagem da revista “Veja” publicada na edição de 4 de junho, Palocci aluga um apartamento em São Paulo que está registrado em nome de uma empresa cujo principal sócio seria um "laranja".

Na ocasião, a Casa Civil  divulgou nota afirmando que o ministro “não pode ser responsabilizado por atos ou antecedentes do seu locador” e informando que os contratos foram intermediados por uma imobiliária.        

veja também