PT diz que contador tentou se filiar ao partido, mas filiação não se efetivou

PT diz que contador tentou se filiar ao partido, mas filiação não se efetivou

Atualizado: Segunda-feira, 6 Setembro de 2010 as 11:14

O diretório do Partido dos Trabalhadores de São Paulo divulgou nota em que confirma o pedido de filiação partidária do contador Antonio Carlos Atella Ferreira em Mauá. Atella é suspeito de ter utilizado uma procuração falsa em nome Veronica Serra, filha do candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, para requerer cópia do Imposto de Renda dela.

A nota é datada de sexta-feira (3), mas foi divulgada neste sábado (4).

Na nota, o PT paulista afirma, no entanto, que o registro não foi confirmado porque o pedido veio com o sobrenome grafado incorretamente como Atelka. Com isso, houve incompatibilidade na documentação. A nota, assinada pelo presidente do PT de São Paulo, Edinho Silva, diz que Atella não procurou o diretório de Mauá para esclarecer o episódio e que, por isso, a Justiça eleitoral deixou de efetivar o registro de filiação.

"Ele nunca participou de qualquer órgão de direção partidária, nem de qualquer evento, seminário, reunião ou atividade promovida pelo diretório, não tendo nunca cumprido quaisquer obrigações estatutárias estabelecidas para os nossos filiados, nem mesmo sequer comparecido para votar em quaisquer dos nossos processos eleitorais internos", afirmou a nota. Em entrevista em Guarulhos (SP), Edinho Silva disse que o contador foi procurado "diversas vezes" pelo diretório de Mauá para que corrigisse seus dados pessoais e regularizasse sua situação, o que nunca ocorreu, segundo ele.

"A filiação dele ficou suspensa. Como ele nunca corrigiu os dados, automaticamente o TRE não considerou a filiação dele, nem tampouco  nós."

Silva afirmou ainda que "para a vida interna do PT, ele (Atella) nunca foi considerado um filiado".

O presidente estadual do PT confirmou que o contador é cunhado de um dos fundadores do PT em Mauá, mas disse que nenhum petista jamais teve contato com ele no partido.

Filiação

Na noite de sexta-feira (3), o Jornal Nacional obteve informação oficial do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) sobre a filiação partidária do contador Antonio Carlos Atella Ferreira e do homem que ele apontou como sendo um colega, Ademir Estevam Cabral. Conforme o TRE, Atella foi filiado ao PT e sua situação atual é indefinida. Ademir é filiado ao PV.

Atella prestou depoimento à Polícia Federal na sexta no caso que apura o acesso a dados fiscais de Veronica Serra. O nome de Atella aparece numa procuração datada de 29 de setembro de 2009 utilizada na agência da Receita Federal de Santo André (SP) para obter cópias de declarações do imposto de renda de Veronica. A procuração foi falsificada

Atella filiou-se em 20 outubro de 2003 ao Partido dos Trabalhadores em Mauá (SP), na zona eleitoral 217. A data de exclusão é de 21 de novembro de 2009. O e-mail é assinado pela assessoria de comunicação do TRE-SP. A assessoria do tribunal informou que a situação de filiação partidária do eleitor Antonio Carlos Atella Ferreira é excluído. Isso significa que a anotação de filiação foi excluída do cadastro de eleitores. Não significa desfiliação, apenas que havia algum dado divergente que o partido não corrigiu.

Essa data de exclusão a que se refere o tribunal é de menos de dois meses depois da violação do sigilo de Veronica Serra. Na quinta, em entrevista ao Jornal Nacional, Atella disse que não era filiado a nenhum partido político. “Se alguém me filiou, nem conheço quem é, se caso eu tiver filiado”, disse.

O TRE também confirmou a filiação ao PV do contador Ademir Estevam Cabral. Por telefone, Atella afirmou que não se lembra de ter se filiado ao PT. Mas diz que pode ter assinado a filiação em um momento de empolgação.

Na sexta (3), o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, afirmou que Atella nunca teve participação política dentro do PT e que, se a filiação existiu de fato, ela foi apenas cartorial. Dutra reafirmou que não existe participação do PT e da campanha de Dilma Rousseff na violação dos sigilos fiscais. NOTA Diante das notícias veiculadas por órgãos de imprensa acerca da filiação do Sr. ANTÔNIO CARLOS ATELLA FERREIRA ao Partido dos Trabalhadores (Diretório de Mauá – São Paulo), o DIRETÓRIO ESTADUAL DE SÃO PAULO DO PARTIDO DOS TRABALHADORES vem de público esclarecer que:

1. Foi apresentada ao Diretório Municipal do PT de Mauá, em outubro de 2003, proposta de filiação do Sr. ANTÔNIO CARLOS ATELLA FERREIRA;

2. Ocorre, porém, que ao ser escrita ou digitada a solicitação de filiação, o seu nome foi grafado de forma incorreta, encaminhando-se, em decorrência disso, aos órgãos competentes da Justiça Eleitoral, o pedido de registro de filiação em nome de ANTÕNIO CARLOS “ATELKA” FERREIRA;

3. Em decorrência de não existir compatibilidade entre o nome constante do pedido de registro de filiação e os documentos eleitorais firmados em nome de ANTÔNIO CARLOS ATELLA FERREIRA, a Justiça Eleitoral deixou de efetivar o registro da filiação;

4. Desde então, o Sr. ANTÔNIO CALOS ATELLA FERREIRA nunca procurou os Dirigentes do Diretório de Mauá para corrigir a situação da sua filiação junto a Justiça Eleitoral. Da mesma forma, ele nunca participou de qualquer órgão de direção partidária, nem de qualquer evento, seminário, reunião ou atividade promovida pelo Diretório, não tendo nunca cumprido quaisquer obrigações estatutárias estabelecidas para os nossos filiados, nem mesmo sequer comparecido para votar em quaisquer dos nossos processos eleitorais internos;

5. Assim, o Sr. ANTÔNIO CARLOS ATELLA FERREIRA, por não ter tomado qualquer iniciativa para regularizar o registro da sua filiação, acabou por ter o seu nome excluído, pela Justiça Eleitoral, do quadro de filiados do Partido dos Trabalhadores, não tendo ainda em momento algum, ao logo de todos estes anos, participado minimamente da nossa vida partidária. Desse modo, tanto perante a Justiça eleitoral como para o Partido dos Trabalhadores, ele não é considerado como integrante do nosso quadro de filiados.

São Paulo, 3 de 0utubro de 2010

EDINHO SILVA

Presidente Estadual do PT-SP

Postado por: Thatiane de Souza

veja também