MENU

PT vai entrar com ação de danos morais contra Serra

PT vai entrar com ação de danos morais contra Serra

Atualizado: Quarta-feira, 23 Junho de 2010 as 7:33

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, anunciou na noite desde terça-feira (22), que o partido entrará amanhã com uma ação de danos morais contra o presidenciável José Serra, do PSDB. O pedido de reparação judicial tem como base as acusações de Serra de que o PT e a candidata petista, Dilma Rousseff, teriam ordenado a fabricação de dossiês contra membros da campanha tucana.

A ação será protocolada no Foro Regional de Pinheiros, em São Paulo, onde Serra mora, pelos advogados do PT Pierpaolo Bottini e Igor Tamasuaskas. Dutra explicou que havia feito um pedido de interpelação sobre as acusações de Serra, mas que o juiz responsável entendeu que não havia dúvidas sobre as intenções do candidato tucano em atacar o PT.

- As acusações são inaceitáveis. Insistimos que queremos fazer uma campanha baseada em ideias. Não vamos permitir que alguém que tem o objetivo expresso de atacar a imagem do nosso partido, que tem 30 anos de história, faça acusações infundadas. Felizmente, vivemos num estado de direito e, por isso, estamos entrando com a ação.

Ontem, em sabatina organizada pelo jornal Folha de S. Paulo, Serra afirmou que sua adversária na disputa presidencial devia ter pedido desculpas e afastado assessores de sua campanha suspeitos de envolvimento na montagem do documento.

A petista respondeu à afirmação de Serra hoje. Dilma afirmou que é Serra quem teria de pedir desculpas pelo que classificou de ''acusação falsa'' relacionada a um suposto dossiê contra o ex-governador paulista.

- Ele é quem tem de pedir desculpa, porque está levantando contra nós uma coisa que ele sabe que não produzimos.Eu repudio e chamo de falsa esse tipo de acusação.

No dia 2 de junho, Serra declarou que Dilma era a responsável pela elaboração de dossiê contra ele e sua filha, Verônica. Segundo o PT, o tucano fez ''acusações e ilações'' contra o senador Aloizio Mercadante e o deputado Ricardo Berzoini, ambos da sigla. Além disso, afirmou que o PT tem tradição na elaboração de dossiês e que o partido teria criado um bunker para colher denúncias e informações contra adversários.

Dutra fez questão de afirmar que Dilma não participou da decisão de entrar na Justiça contra Serra, mas que ela foi informada na manhã de hoje que o partido ia entrar com a ação. O presidente do PT também acrescentou que não quer ''bater boca'' com a oposição.

- O valor da ação não nos interessa. Não há o menor risco de que dependamos dela para financiar a campanha. Não estamos judicializando o processo político, mas quando você é atingido em sua honra, deve procurar uma reparação.

O secretário-geral do partido, deputado José Eduardo Cardozo (SP), reconheceu que dificilmente o julgamento da ação será concluído antes das eleições de outubro.

Por Gustavo Gantois

veja também