MENU

Público de fora de São Paulo pode assistir a sessões virtuais do Festival de Curtas

Público de fora de São Paulo pode assistir a sessões virtuais do Festival de Curtas

Atualizado: Segunda-feira, 23 Agosto de 2010 as 9:33

Todo ano o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo agita a rotina da cidade com suas sessões gratuitas. Com a crescente popularização da Internet nos lares brasileiros, o evento consegue alcançar um público mais amplo com vídeos disponibilizados no site KinoOikos . Graças a essa iniciativa, há quatro anos os amantes do cinema em outras localidades podem assistir a alguns curtas na tela do computador.

Mais de trinta filmes podem ser assistidos de qualquer lugar do mundo e o internauta pode votar nos seus favoritos e deixar comentários. As produções virtuais mais populares ganham prêmios de parceiros do Festival. Todos os curtas disponíveis no site são resultados de oficinas culturais ou de esforços de coletivos independentes, reforçando o braço educacional do Festival de Curtas - que também exibe filmes feitos por universitários e realiza suas próprias oficinas.

Essas produções não serão apresentadas apenas para internautas. Há sessões tradicionais em cinemas com esses mesmos curtas agrupados nos cinco programas da KinoOikos. Hoje acontecem duas dessas sessões: às 19h no Cine Olido (programa 5) e às 20h no Cineclube Grajaú (programa 3).

Em um país com mazelas sociais imensas, as oficinas culturais mostram-se como saída para salvar as crianças e os jovens, direcionando-os para caminhos positivos. O curta mineiro “3 x Alcida Torres”, participante do programa 5 da Mostra KinoOikos, mistura passagens ficcionais com entrevistas documentais para apresentar três áreas de interesse da juventude.

Também com vocações documentais, o carioca “A Casa das Pimenteiras” é uma expressão bem-humorada sobre um casarão abandonado. A edição é ágil e agrega alguma das piadas. Esse curta está no programa 3 junto com o ficcional “Carlos”, que até arrisca ousadias em sua linguagem para contar uma história de inspiração real sobre os malefícios causados pelas drogas.

veja também