MENU

Punição para deputado que guardou dinheiro na meia deve ficar para 2010

Punição para deputado que guardou dinheiro na meia deve ficar para 2010

Atualizado: Sexta-feira, 11 Dezembro de 2009 as 12

Com o anúncio da saída do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, o DEM agora se volta para os outros envolvidos no escândalo que atingiu membros do partido no DF: o presidente licenciado da Câmara Legislativa distrital, Leonardo Prudente, e o vice-governador, Paulo Octávio.

O líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO), disse que não há tempo hábil para o partido definir a situação de Prudente e de Paulo Octavio ainda neste ano e que a decisão deve ficar para o ano que vem.

''Nós estamos acabando de sair de uma batalha, mas nada vai ficar sem punição''.

Prudente foi flagrado em vídeo guardando dinheiro nas meias e Paulo Octavio é citado no inquérito da Polícia Federal que investigou esquema de corrupção no Distrito Federal.

Caiado disse que o estatuto do partido prevê a intervenção da Executiva nacional em casos regionais e afirmou que, se o diretório do Distrito Federal não definir uma punição exemplar para Prudente e não analisar com cuidado o possível envolvimento de Paulo Octavio, o destino dos dois será decidido pela ala nacional da sigla.

''Em condições especiais, que um integrante venha a denegrir a imagem do partido, cabe à Executiva analisar o caso''.

Por Josie Jeronimo

veja também