MENU

Quadrilha é presa por roubo de carros no centro de SP

Quadrilha é presa por roubo de carros no centro de SP

Atualizado: Terça-feira, 30 Novembro de 2010 as 9:06

Depois da ocupação do conjunto de favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, os moradores voltaram a retomar a rotina nesta segunda-feira (29), primeiro dia após a entrada da PM no local. Esta segunda-feira foi de renovação e de mudança para muitos moradores e comerciantes da região.

Uma família que veio da Paraíba, e há quatro anos mora no Alemão, acompanha as transformações da comunidade. Dias atrás, eles tiverem medo e dormiram escondidos debaixo da cama.

“Espero que daqui pra frente continue assim com paz e sem violência”, disse a dona de casa Dorilene Targino.

Segurança dos moradores

Segundo a polícia, desde os primeiros confrontos ocorridos na última semana, a preocupação sempre foi com a segurança dos moradores. Durante as transmissões das operações policiais, era possível ver a manifestação da comunidade, com moradores usando lençóis e toalhas brancas, simbolizando a paz.

“Eu escutei várias vezes que era melhor a pessoa ficar em casa porque poderia haver bala perdida na rua”, disse uma moradora.

“Fui trabalhar e aí dormi na casa da minha patroa para preservar a minha vida”, disse outra moradora precavida.

Reabertura das escolas

A prefeitura promete reabrir as escolas próximas ao conjunto de favelas do Alemão na terça-feira (30), após 31 unidades ficarem fechadas nesta segunda. Cerca de 10 mil crianças ficaram sem aulas por causa dos confrontos.

Em meio ao vaivém de moradores, policiais militares continuavam a trabalhar nesta segunda. Eles fizeram uma varredura em becos e casas ,em busca de armas, drogas e criminosos. Em uma das apreensões, a polícia encontrou 3 pistolas.

Moradores saqueiam casa de traficante

Alguns moradores também aproveitaram o dia para saquear e brincar na piscina da mansão encontrada pela polícia na favela. A casa luxuosa pertencia a um traficante. Após a fuga do criminoso e a retomada do espaço pela polícia, os moradores levaram móveis, eletrodomésticos e até as torneiras da residência.    

veja também