Quase metade dos profissionais não atuam na área em que se formaram

Quase metade dos profissionais não atuam na área em que se formaram

Atualizado: Sexta-feira, 11 Dezembro de 2009 as 12

Crescimento na carreira, salário mais alto e satisfação. Esses são os principais motivos que fazem com que os profissionais mudem de área de atuação, o que é realidade entre os brasileiros.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Curriculum, site de armazenamento e administração de currículos, 43,8% dos profissionais brasileiros não atuam na mesma área em que se formaram.

Os dados mostraram que 74,9% destes profissionais nem mesmo são graduados em cursos relacionados à área de atuação, sendo que 86,1% gostariam de trabalhar na área em que se formaram.

Ambição

Segundo o presidente da Curriculum, Marcelo Abrileri, os resultados mostram a ambição do profissional brasileiro. ''A possibilidade de crescer profissionalmente significa unir o que se gosta de fazer com melhores salários. Às vezes, se descobre que, na área de formação original, esta união nem sempre é possível, e isso pede mudanças'', disse Abrileri.

Para a realização da pesquisa, foram entrevistadas 4.040 pessoas entre homens e mulheres com curso superior completo e faixa etária de 25 a 35 anos.

Mudanças

Entre os entrevistados, 41,4% disseram que talvez mudariam de carreira. Enquanto 29% mudariam e 29,6% não atuariam em outra área.

Dentre os que cogitaram a mudança, 28,7% levam em conta a possibilidade de crescer na carreira e 23,9% pensam em um salário mais alto. A satisfação com a atividade exercida vem em seguida e é razão de mudança para 22,5% dos entrevistados.

''Esta troca [de área] é positiva, demonstra amadurecimento profissional e responsabilidade com a carreira, mesmo que os bons resultados venham a médio ou longo prazo'', completou Abrileri.

veja também