MENU

Quatro feridos em explosão seguem em hospitais públicos do Rio

Quatro feridos em explosão seguem em hospitais públicos do Rio

Atualizado: Sexta-feira, 14 Outubro de 2011 as 12:37

Quatro feridos na explosão que destruiu uma lanchonete no Centro seguem internados nesta sexta-feira (14) em hospitais públicos do Rio. Segundo a Secretaria municipal de Saúde, três vítimas permanecem em estado grave. O quarto ferido tem quadro de saúde estável.

Três feridos estão no Hospital Souza Aguiar, no Centro. Dois deles, uma garçonete e um funcionário da lanchonete, estão no CTI. Eles foram operados na quinta-feira (13). A jovem teve fraturas no tórax e no fêmur e lesões no abdômen, e o rapaz, traumatismo craniano e de tóxax. O outro paciente, que está estável, não chegou a ser operado.

Um outro homem está internado em estado grave no Hospital Miguel Couto, no Leblon, na Zona Sul da cidade. Ele, que seria funcionário da lanchonete, teve traumantismo craniano grave.

Na tarde desta sexta-feira (14), serão enterrados os corpos dos três homens que morreram no local da explosão.

Câmera mostra explosão Uma câmera de monitoramento da Prefeitura do Rio registrou o momento da explosão. 

O comandante do Corpo de Bombeiros e secretário estadual de Defesa Civil, coronel Sérgio Simões, afirmou que a lanchonete não tinha autorização para usar gás combustível e não tinha todos os documentos  necessários para seu funcionamento. A Companhia Distribuidora de Gás do Rio (CEG) informou, por meio de nota na quinta-feira, que "desde 1961 não fornece gás canalizado para o prédio".

Oito andares atingidos

A lanchonete funcionava num prédio de 11 andares. Com o impacto da explosão, oito andares foram atingidos. Segundo laudo dos bombeiros, no prédio não poderia ser usado gás combustível, seja sob a forma de cilindros de GLP ou canalizado de rua, não sendo admitido abastecimento de qualquer tipo de gás combustível sem prévia autorização.          

veja também