MENU

Rafael Moura, do Fluminense, é ouvido sobre perseguição a Fred

Rafael Moura, do Fluminense, é ouvido sobre perseguição a Fred

Atualizado: Quinta-feira, 11 Agosto de 2011 as 8:57

As investigações sobre as ameaças ao jogador Fred , do Fluminense, continuam. Outro atleta do time, Rafael Moura, prestou depoimento na quarta-feira (10) na delegacia do Leblon, na Zona Sul do Rio. Rafael disse à polícia que estava com Fred na madrugada do dia 4 e que também foi perseguido e fechado por um Fiesta preto.

O jogador disse ainda que não viu todos os ocupantes do carro, mas tinha certeza que um dos dois torcedores indiciados pela polícia estava no veículo.

No sábado (6), Fred deu uma entrevista em Laranjeiras dizendo que se sente ameaçado por alguns torcedores.

Dois jogadores indiciados

No dia 8, dois torcedores do Fluminense foram indiciados por ameaça. A pena para o crime pode chegar a 2 anos. Eles são acusados pela polícia de terem ameaçado o jogador Fred, mas negam as acusações. O Ministério Público também investiga o caso e quer saber se eles violaram o estatuto do torcedor. 

Um dos torcedores, que já foi ouvido pela polícia, admitiu que viu Fred e Rafael Moura em um bar, em Ipanema, mas negou ter perseguido os jogadores pelas ruas da Zona Sul. O torcedor também afirmou que não fez ameaças a Fred, embora tenha confirmado que postou em uma rede social "enquadramos o 9 na porta da casa dele".

O segundo torcedor a prestar depoimento também negou ter perseguido ou ameaçado Fred. Mas declarou que é dono de um carro Fiesta preto. Segundo o jogador, um carro com as mesmas características foi atrás dele na última quinta-feira (4).

Em 2009, o mesmo torcedor agrediu o jogador do Fluminense Diguinho dentro das Laranjeiras.

E, na última sexta-feira (5), foi absolvido em um processo por tentativa de homicídio contra três torcedores do Vasco. O episódio aconteceu em 2004.        

veja também