MENU

Rafinha Bastos se passa por Rafael Cortez em entrevista a jornal de SP

Rafinha Bastos se passa por Rafael Cortez em entrevista a jornal de SP

Atualizado: Sexta-feira, 13 Agosto de 2010 as 2:59

O jornalista Rafinha Bastos, do humorístico "CQC", da Band, teria se passado por seu colega Rafael Cortez em uma entrevista ao Diário da Região , da cidade de Osasco (SP), na semana passada, informou o blog Casagrande.

A brincadeira ocorreu quando o repórter Amauri Moura quis entrevistar Cortez tendo como mote seu novo show de stand up comedy, que foi apresentado na cidade, no dia 1º de agosto. Rafinha teria atendido o telefone de seu colega e dado a entrevista em seu lugar.

Falando como se fosse Cortez, Bastos chegou a fazer observações sobre sua atuação no "CQC" e comentou, inclusive, a experiência da cobertura da Copa do Mundo da África do Sul pelo humorístico da Band. "Foi muito legal e divertido, conheci bastante gente. Fiz alguns amigos africanos com quem ainda mantenho contato. Ainda falo com muitos africanos semanalmente. Aprendi bastante nessa viagem. Eu fui para fazer amigos".

Em um dos trechos, Rafinha fala ainda sobre o show de Osasco e promete supresas como "palhaços e go-go boys".

Publicada no último sábado (7), na versão impressa do Diário da Região , a fraude só foi anunciada por Cortez nesta quinta-feira (12), em seu perfil no Twitter . "1 jornalista ligou p/ fazer 1 entrevista comigo sobre meu show.Mas ligou p/ @rafinhabastos, q se passou por mim. Haha!", escreveu Cortez antes de indicar o  link da entrevista no site do Diário .    Informado pela reportagem do Portal IMPRENSA sobre a brincadeira, Moura se disse surpreso e contou que chegou a se encontrar com Cortez após a entrevista. "Ele até perguntou sobre", disse.

À reportagem, a direção do Diário declarou que a brincadeira de Rafinha passou dos limites e frisou que o procedimento de seu repórter foi correto.

"Admiramos muito o humor do 'CQC', consideramos todos humoristas de primeira linha, mas essa foi uma brincadeira de mau gosto do Rafinha e esperamos que eles não façam mais isso. Uma pessoa pública tem que pautar por cada ato, é preciso ter muita responsabildiade com o público ao passar certas coisas adiante", observou o jornal.

A reportagem tenta contato com Rafinha Bastos e Rafael Cortez.      

veja também