MENU

Reservas para o réveillon já chegam a 85% nos hotéis do Rio

Reservas para o réveillon já chegam a 85% nos hotéis do Rio

Atualizado: Sexta-feira, 22 Outubro de 2010 as 8:35

A pouco mais de dois meses do réveillon 2011, as reservas nos hotéis do Rio já registram 85% para o período, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RJ). Desse total, cerca de 60% já estão pagos, de acordo com a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), contra os 40% dos pacotes vendidos no mesmo período do ano passado. Com o crescimento, a previsão é chegar ao Ano Novo com 95% de taxa de ocupação, superando os 92,5% alcançados em 2009.

Segundo o presidente da FBHA, Alexandre Sampaio, a previsão para os hotéis de Copacabana, Ipanema e Leblon, na Zona Sul da cidade, é ainda mais otimista. “Na Zona Sul, a expectativa é de que os hotéis de Ipanema, Leblon e Copacabana estejam lotados, com 100% de ocupação plena”, afirmou. “Devem restar algumas vagas no Flamengo, entre 10% e 20% nos hotéis do Centro e outras poucas na Barra”.   As novidades neste ano podem ter motivado a antecedência dos turistas. “Vamos ter laser, mais palcos, mais balsas. Tudo isso desperta o interesse do público em relação ao réveillon do Rio”, avaliou Sampaio.

“Estamos com uma procura acima da média, com bastante antecedência. Alguns hotéis já estão todos lotados para o réveillon. E acredito que isso tenha sido gerado pela grande exposição do Rio na mídia nos últimos meses, com a escolha para ser sede das Olímpíadas de 2016, e da Copa de 2014”, disse o presidente da FBHA.

Segundo a Secretaria Especial de Turismo do Rio (Riotur), o réveillon 2011 deverá reunir 643 mil turistas, cerca de 3,5% mais do que no ano passado, com uma geração de renda de US$ 476 milhões.

Expectativa de recorde no verão 2011

Para o próximo verão, a Riotur prevê um crescimento na mesma proporção. Quase 2,7 milhões de pessoas devem circular pela cidade, gerando uma receita em torno de US$ 1,98 bilhão, 6% a mais do que no verão passado.

No carnaval, a expectativa é de que 756 mil turistas estejam na cidade, movimentando a economia em US$ 559 milhões.

“Ao longo de todo o ano, batemos sucessivos recordes de ocupação na hotelaria. Esse bom desempenho a cada mês, mesmo durante a baixa, já apontava para mais um verão de casa cheia e bons números. A temporada de cruzeiros, que vai de outubro a abril, deve bater o número de um milhão de turistas, que também contribui com esse crescimento”, comemora o secretário de turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello.    

veja também