MENU

Resgatados do trabalho escravo vão trabalhar em obra da Copa em MT

Resgatados do trabalho escravo vão trabalhar em obra da Copa em MT

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 11:01

Um grupo de 25 trabalhadores resgatados de condições análogas à escravidão em Mato Grosso será contratado e capacitado para atuar na contrução da Arena  Pantanal, tido como principal projeto em andamento em Cuiabá para a Copa do Mundo de 2014.

Os funcionários terão aulas de alfabetização e de formação profissional em espaços construídos exclusivamente para esta finalidade no canteiro de obras. Além disso, terão direito a moradia e a três refeições diárias até o término da construção.

O presidente da Agência de Execução dos Projetos da Copa do Pantanal (Agecopa), Eder Moraes, considera que, entre os principais legados da Copa do Mundo para os mato-grossenses, estão as capacitações que geram melhorias na qualidade de vida da população. "A herança do Mundial não se limitará às obras", disse.

Já o gerente de contrato do Consórcio, Eymard França, avalia que ao final do projeto os 25 trabalhadores estarão inseridos no mercado, pois receberam treinamento, ganharam experiência e tiveram a carteira de trabalho assinada.

Na solenidade oficial de formalização das contratações, as carteiras de trabalho serão assinadas, nesta quinta-feira (26), às 16h, na própria Arena. 

O projeto de Responsabilidade Social conduzido pela Superintendência e pelo Ministério Público do Trabalho é apoiado pela Agecopa e executado pelo consórcio Santa Bárbara/Mendes Júnior, contratado pela agência governamental para a construção da Arena. O empreendimento é o primeiro do país a receber trabalhadores em situação de vulnerabilidade em seu quadro de funcionários.          

veja também