MENU

Ridley Scott e Kevin MacDonald farão filme com ajuda de internautas no YouTube

Ridley Scott e Kevin MacDonald farão filme com ajuda de internautas no YouTube

Atualizado: Quarta-feira, 7 Julho de 2010 as 5:06

O YouTube anunciou ontem um projeto colaborativo que será realizado em parceria entre usuários do site com direção de Ridley Scott e Kevin Macdonald.

O documentário "Life in a Day" será produzido a partir do conteúdo enviado por internautas comuns, que não precisam ter experiência prévia no cinema, apenas uma câmera de vídeo.

Para participar, o internauta deve registrar em vídeo um dia de sua vida --especificamente o dia 24 de julho-- e publicá-lo no YouTube.

"Será uma experiência completamente inédita. Queremos fazer um autorretrato dos humanos em um dia e mostrar que há semelhanças entre pessoas diferentes", disse por telefone o cineasta Kevin Macdonald, que dirigiu o filme "O Último Rei da Escócia".

Macdonald se declarou ainda fã do site de vídeos. "Não é incrível achar tudo o que você quer em um lugar?".

Já Ridley Scott, que serve como produtor executivo do documentário, dirigiu filmes como "Gladiador", "Blade Runner" e, recentemente, "Robin Hood".

Macdonald não faz ressalvas quanto aos resultados do projeto, mas diz que é uma "experiência que não oferece garantias".

"É um experimento singular de cinema social, e qual a melhor maneira de reunir uma gama infinita de imagens? Conseguir a participação do mundo todo", diz.

Segundo MacDonald, 500 câmeras de vídeos serão distribuídas em localidades no Iraque, Afeganistão e América Latina.

COLABORAÇÃO

A orientação de Macdonald para quem quiser participar é fazer o que lhes vier a cabeça. A única restrição é que as gravações não podem conter trilha sonora, devido a possíveis problemas de direitos autorais.

"Não quero que as pessoas pensem apenas artisticamente, mas que gravem suas vidas. Seria legal começar o filme com todo mundo acordando e escovando os dentes", brinca.

Macdonald acredita que a experiência pode ser um bom experimento para a indústria do cinema aprender a lidar com a internet. "A indústria [do cinema] tem medo da internet, principalmente por causa da pirataria", afirma.

"Esta é uma maneira de engajar a comunidade do YouTube e do cinema e oferecer algo novo e inesperado ao público", afirma.

As inscrições poderão ser feitas no site em um prazo de duas semanasMacdonald se declarou ainda fã do site de vídeos. "Não é incrível achar tudo o que você quer em um lugar?".

Já Ridley Scott, que serve como produtor executivo do documentário, dirigiu filmes como "Gladiador", "Blade Runner" e, recentemente, "Robin Hood".

Macdonald não faz ressalvas quanto aos resultados do projeto, mas diz que é uma "experiência que não oferece garantias".

"É um experimento singular de cinema social, e qual a melhor maneira de reunir uma gama infinita de imagens? Conseguir a participação do mundo todo", diz.

Segundo MacDonald, 500 câmeras de vídeos serão distribuídas em localidades no Iraque, Afeganistão e América Latina.

COLABORAÇÃO

A orientação de Macdonald para quem quiser participar é fazer o que lhes vier a cabeça. A única restrição é que as gravações não podem conter trilha sonora, devido a possíveis problemas de direitos autorais.

"Não quero que as pessoas pensem apenas artisticamente, mas que gravem suas vidas. Seria legal começar o filme com todo mundo acordando e escovando os dentes", brinca.

Macdonald acredita que a experiência pode ser um bom experimento para a indústria do cinema aprender a lidar com a internet. "A indústria [do cinema] tem medo da internet, principalmente por causa da pirataria", afirma.

"Esta é uma maneira de engajar a comunidade do YouTube e do cinema e oferecer algo novo e inesperado ao público", afirma.

As inscrições poderão ser feitas no site em um prazo de duas semanas.

veja também