MENU

Rio de Janeiro decreta luto de três dias por morte de Jamil Haddad

Rio de Janeiro decreta luto de três dias por morte de Jamil Haddad

Atualizado: Sexta-feira, 11 Dezembro de 2009 as 12

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), decretou luto oficial de três dias no Estado pela morte do ex-ministro da Saúde e presidente de honra do PSB, Jamil Haddad.

''Jamil Haddad foi um grande brasileiro, que prestou grandes serviços ao povo do Brasil e, em especial, do Rio de Janeiro. Teve sempre uma atuação brilhante na vida pública, como médico, militante da causa democrática na época da ditadura, parlamentar, prefeito e ministro da Saúde. O Rio e o Brasil sentirão saudades de Jamil Haddad'', diz Cabral em nota.

O ex-ministro morreu nesta madrugada, 11 de dezembro, aos 83 anos, no Rio de Janeiro. Ele foi vítima de infarto. O velório é realizado na capela 2 do cemitério São João Batista, no Rio. O enterro está previsto para as 17h.

Haddad nasceu em 2 de abril de 1926, no Rio de Janeiro. Médico formado pela Universidade do Brasil (atual UFRJ) em 1949, com especialização em ortopedia, ingressou na vida política em 1966, quando foi eleito deputado estadual pelo então Estado da Guanabara, na coligação formada pelo PSB e PTB.

Em 1965, filiou-se ao MDB. Reelegeu-se deputado estadual em 1966, mas, no ano seguinte, teve seu mandato cassado e os direitos políticos suspensos por dez anos.

Com a reorganização partidária de 1979, participou da fundação do PDT. Em março de 1983, foi escolhido, pelo então governador Leonel Brizola, para assumir a Prefeitura do Rio de Janeiro.

Dois anos depois, em 1985, participou da reorganização do PSB, tendo sido eleito presidente. Em 1986, Haddad assumiu a vaga deixada por Saturnino Braga no Senado.

Em 1990, foi eleito deputado federal, chegando a assumir depois o Ministério da Saúde no governo Itamar Franco (1992-1995).

Em 2003, já no governo Lula, assumiu a direção geral do Inca (Instituto Nacional de Câncer), cargo que ocupou durante cinco meses, sendo exonerado por pressões políticas.

veja também