MENU

Rio não registra ocorrências graves na madrugada

Rio não registra ocorrências graves na madrugada

Atualizado: Sábado, 11 Fevereiro de 2012 as 7:42

AE

PMs foram vistos em suas cabines e viaturas circulavam pela cidade

selo

 

 

Policiamento na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, foi normal na madrugada deste sábado (11)

Foto: Fernando Quevedo / Agência O Globo

A segunda madrugada da greve decretada por bombeiros e policiais civis e militares do Rio de Janeiro não registrou ocorrências graves nem afetou o patrulhamento em regiões da cidade, como a zona sul e o centro. Os pontos fixos da Operação Lei Seca funcionaram normalmente, com apoio da PM. Em Copacabana, Ipanema e Leblon, PMs foram vistos em suas cabines durante a madrugada, viaturas circulavam pela cidade ou ficaram paradas em pontos estratégicos.

 

Leia também: &O momento mais tenso já passou&, diz chefe do Estado Maior da PM do Rio

Dezesseis policiais e um bombeiro, apontados como líderes do movimento, continuam presos em Bangu 1. Dez deles foram detidos por força de mandado judicial e sete em flagrante. De acordo com o chefe do Estado Maior Administrativo da Polícia Militar, Robson Rodrigues, os 129 policiais presos administrativamente foram liberados para responder ao processo em liberdade. "Eles estão indiciados, vão responder ao processo sumário e alguns, muito provavelmente, serão excluídos da corporação. Não podemos deixar a população refém desse tipo de policial que fomenta o medo", afirmou.

Os 123 bombeiros tiveram a prisão administrativa decretada na sexta-feira (10) se reuniram no 3.º Grupamento Marítimo (Copacabana) para negociar a suspensão da punição. Alguns guarda-vidas não se apresentaram para trabalhar ontem na orla, mas foram substituídos pelo comando da corporação.


Continue lendo...

veja também