MENU

Rocha se solta em pedreira onde trabalhadores foram soterrados

Rocha se solta em pedreira onde trabalhadores foram soterrados

Atualizado: Quarta-feira, 13 Abril de 2011 as 12:23

Uma rocha desmoronou na manhã desta quarta-feira (13) na pedreira em que dois trabalhadores foram soterrados na terça, em Santos, litoral de São Paulo.

O resgate da vítimas foi adiado devido ao risco de desmoronamentos. O novo acidente reforçou o perigo. Equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros aguardam a chegada de técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para que possa ser feito um estudo mais detalhado do terreno e dos riscos da operação.

Dois operários conseguiram escapar com vida. Outros dois estão desaparecidos. Mais de 50 toneladas de pedra e rocha foram abaixo no acidente da terça.   A estrada de serviço utilizada pelos trabalhadores na pedreira quase desapareceu. Parentes dos trabalhadores soterrados acreditam que eles ainda possam ser encontrados com vida. “A máquina que ele trabalha é bem resistente. Temos esperança de estar vivo”, conta Wagner Diniz, cunhado de uma das vítimas.

O motorista Cleiton Revertio dos Santos, de 28 anos, que estava em um caminhão que ficou pendurado no rochedo no deslizamento e conseguiu escapar, disse que entrou em desespero ao ver que o chão havia sumido. O barulho do deslocamento dos cerca de 50 mil toneladas de rochas foi “ensurdecedor”, segundo ele.

“Nós estávamos parados, carregando o caminhão. De repente, eu vi o chão sumir na minha frente, desabar tudo. Entrei em desespero, porque não tinha para onde ir. Fez um estrondo gigantesco, ensurdecedor”, contou à equipe de reportagem do G1 . Junto com um colega que trabalhava com ele, o motorista escalou um morro para escapar. “Nós escalamos o morro no sentido das árvores para escapar e chegamos às trilhas que levam ao meio da pedreira”, disse.      

veja também