MENU

RR: Fechado há 2 anos, Teatro Carlos Gomes está abandonado

RR: Fechado há 2 anos, Teatro Carlos Gomes está abandonado

Atualizado: Quinta-feira, 14 Janeiro de 2010 as 12

O único teatro do Estado de Roraima está abandonado, com as portas fechadas há quase dois anos e aguardando reforma. A reportagem da Folha esteve na tarde de ontem no prédio do Carlos Gomes, no Centro de Boa Vista, e constatou a precariedade das instalações.

O acesso da reportagem nas dependências do prédio foi possível porque a porta dos fundos estava arrombada e não havia vigilância no local. Há infiltração por toda parte, teto e paredes rachadas, assentos se deteriorando, vidro de janela quebrado e toda a estrutura de madeira sendo tomada por cupins.

Onde haveria um cenário para atrações culturais, é visto uma realidade decadente. Entre o palco e os assentos, as infiltrações formam poças d’água, as cadeiras de madeira estão apodrecendo e o palco está sendo devastado por cupins.

O corredor principal possui uma rachadura em uma parede e no teto. Ali também há cupins. A maioria dos banheiros encontra-se interditada e as infiltrações são vistas em quase todo o prédio. Também há alguns equipamentos eletrônicos e aparelhos caros que podem ser alvo da ação de vândalos, como geladeira, telefone e central de ar.

Do lado de fora, o mato toma conta do quintal. Devido à falta de manutenção, o prédio perdeu sua cor original. O letreiro com o nome do teatro está incompleto e as grades da frente, enferrujadas. Enquanto isso, os artistas e produtores são obrigados a usar o auditório do Palácio da Cultura para promoção de eventos culturais. Porém pelo número elevado de atividades no local, o agendamento tem que ser feito com bastante antecedência. Por conta disso, muitos artistas locais precisam pagar para fazer apresentações em espaços privados existentes na capital.

O gerente da Unidade de Cultura da Secretaria de Educação do Estado (Secd), responsável pelo espaço, Marco Aurélio Porto, afirmou que a reforma do prédio está sendo providenciada pela Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinf) e que há um funcionário que vigia o teatro durante a noite. Questionado sobre o arrombamento da porta dos fundos, ele informou que não tinha conhecimento do assunto e iria verificar.  

SEINF - Há pouco mais de seis meses, a Folha foi informada da existência de um projeto de reforma e readequação do teatro, em andamento no Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE) da Seinf. A diretora do setor, Cristina Dotto, disse à Folha por telefone ontem que o processo ainda se encontra em ajustamento de projetos complementares.

"Antes, o projeto estava orçado somente com a reforma, e depois passou a ser analisada uma ampliação da área do teatro. Estamos fazendo uma revisão do projeto, e a parte estrutural vai ser recuperada", disse.

A diretora disse que estaria voltando de férias hoje e só então poderia precisar a previsão da data que o projeto será encaminhado ao Departamento de Obras, onde será orçado e disponível à abertura de uma licitação.

Por: Luany Dias

veja também