MENU

Santos Dumont recebe notificação para fechar das 22hs às 6hs

Santos Dumont recebe notificação para fechar das 22hs às 6hs

Atualizado: Quinta-feira, 13 Agosto de 2009 as 12

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que administra o Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio, informou que foi notificada oficialmente na manhã desta quinta-feira, 13 de agosto, sobre a suspensão dos voos entre 22hs e 6hs. A informação é da própria Infraero.

Segundo a empresa, a notificação foi entregue por volta das 10h30 no próprio Santos Dumont e será analisada pelo superintendente do aeroporto. A empresa ainda não sabe se vai recorrer da decisão.

22 voos afetados  

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), responsável pela malha aérea, informou que a decisão de suspender as operações entre 6h e 22h vai afetar 22 voos no Santos Dumont.

Segundo a assessoria da Anac, com a suspensão dos voos, será feito um estudo junto às companhias aéreas para verificar se é possível fazer a rota em outros horários e a se a infraestrutura do aeroporto permitirá que isso aconteça. A Anac explicou ainda que a capacidade do Santos Dumont é de 23 voos por hora.

Na madrugada desta quinta-feira, 13 de agosto, o Santos Dumont seguia operando normalmente.

Na quarta-feira, dia 12, a Infraero recebeu um fax pedindo a suspensão dos voos, mas alegou que o documento era ilegível.

Prazo para se adequar

Procurada pelo G1, a assessoria do Instituto estadual do Ambiente (Inea) explica que a suspensão dos voos não é imediata e que a Infraero tem um prazo para se adequar às novas normas. Em geral, esse prazo é de uma semana.

Após, se a empresa insistir em operar entre 22hs e 6hs, será notificada por reincidência. A partir daí, a empresa é multada e pode também receber multas diárias pelo descumprimento. O valor da multa, no entanto, depende do tipo de infração praticada.

O Inea esclareceu ainda que a rota 2 poderá ser usada extraordinariamente, como em casos de emergência.

Além da restrição de horário e da interdição da rota, o Inea multou a Infraero em R$ 250 mil pelo fato de o Santos Dumont operar sem licença ambiental.  

veja também