MENU

São Paulo entra em alerta por causa do frio

São Paulo entra em alerta por causa do frio

Atualizado: Terça-feira, 28 Junho de 2011 as 8:08

São Paulo entrou em estado de alerta por causa do frio. Às 6h, fez 3ºC no Aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte, mesma região onde é feita a medição oficial do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Houve geada em alguns hangares. Os termômetros de rua, que registram também a sensação térmica, marcaram temperaturas ainda menores. A mínima durante a madrugada, que pode ser a menor do ano, só deve ser divulgada pelo Inmet por volta das 10h.

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana, por meio da Defesa Civil municipal, colocou a cidade de São Paulo em estado de atenção às 18h desta segunda-feira (27). Segundo a Defesa Civil, a medida foi tomada após a temperatura na capital paulista atingir 12º C. Pela primeira vez neste ano o estado de atenção devido ao frio foi decretado. Segundo a Defesa Civil, a cidade entra em estado de alerta quando a temperatura fica mais baixa do que 10ºC.     Por volta da meia-noite, os termômetros da Avenida Paulista marcavam 8ºC. A cidade entrou em estado de alerta, o que significa que a Prefeitura precisa dar apoio aos moradores de rua. Quando faz 10ºC ou menos na cidade, assistentes sociais e funcionários da Defesa Civil circulam por bairros onde os moradores de rua costumam passar a noite e oferecem abrigo.

Por conta própria, algumas pessoas também oferecem ajuda. Toda segunda à noite, um grupo de 12 amigos distribui lanches, chocolate quente e cobertores para quem dorme ao relento. A temperatura continuou caindo durante a madrugada. À 1h, um termômetro no alto de um prédio na Avenida Paulista marcava 5ºC, a mínima prevista para a noite.

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura de São Paulo, que mede a temperatura em várias regiões da capital paulista, registrou muito mais frio. Em Parelheiros, os termômetros chegaram a 2,6ºC. No Tremembé, a temperatura foi de 2,4ºC.

Cachecóis, gorros e luvas. O paulistano se protegeu dos pés à cabeça para sair às ruas na noite desta segunda-feira (27). Não estava fácil respirar o ar gelado, ainda mais para quem ficou parado, encolhidinho, só esperando o ônibus no ponto. Os garis do turno da madrugada trabalham até as 5h. Para suportar o frio, eles deram um jeitinho: vestiram os agasalhos por baixo do uniforme.          

veja também