MENU

São Paulo ganha segunda loja de produtos grátis

São Paulo ganha segunda loja de produtos grátis

Atualizado: Terça-feira, 22 Junho de 2010 as 11:33

Chega nesta terça-feira a São Paulo a Sample Central, loja de uma franquia internacional em que o cliente leva o produto e não paga por ele com dinheiro. A loja é a primeira no Brasil da rede Sample Lab, que já tem unidades no Japão e nos EUA, e espera chegar aos 40 mil clientes cadastrados por aqui.

João Pedro, sócio e um dos diretores da empresa, diz que cerca de 150 marcas podem mostrar as caras na loja, que será aberta nesta terça-feira (22) na rua Augusta (região central de São Paulo). Lá fora, fazem parte da lista de clientes a fabricante de doces Cadbury, a marca de xampus L´Oreal, a produtora de videogames Nintendo e as gigantes Panasonic, Sony, Nestlé e Unilever.

Segundo ele, a ideia principal de uma loja grátis é fazer com que o consumidor aproveite a experiência de provar alguma coisa que ele escolheu.

- O sample é aquele que você recebe um produto de graça, mas que você não escolheu. Aqui temos a ideia de você experimentar produtos de uma gama grande baseado em uma experiência real. O que vem depois é o marketing boca a boca.

Pedro explica que essa mistura de teste de produtos com o marketing boca a boca é conhecido como tryvertising (mistura das palavras inglesas try, teste, e advertising, propaganda).

- É um contato direto do cliente com o produto por meio da experimentação e não apenas por uma mensagem publicitária. A experiência que se tem é muito mais marcante na memória do consumidor, o que aumenta consideravelmente as chances de compra e uma eventual fidelização à marca.

A Sample Lab, segundo ele, funciona como um complemento.

- Não somos uma pesquisa qualitativa ou quantitativa de produtos. Ao contrário, eu trago uma decisão final para a empresa de lançar ou não essa marca.

Cartão fidelidade

Cada ida à loja funciona mais ou menos como uma ida ao cinema. Em vez de você comprar o ingresso, escolhe um horário disponível pelo site. Com o cartão em mãos, basta aparecer no local para pegar seus produtos. Claro que há limites – cada uma das empresas dá direito a até cinco coisas por cliente.

Para participar, as lojas cobram um tipo de anuidade – R$ 15 da Sample Central. O consumidor tem que se cadastrar nos sites das empresas e recebe, em sua primeira visita, um cartão-fidelidade que guarda pontos a cada produto testado e a cada opinião fornecida.

As empresas afirmam que esses pontos podem ser revertidos em mais produtos que você pode levar da loja. Pedro, da Sample Central, diz que este é um método de ter o retorno da opinião dos consumidores.

No mês passado, quem chegou foi o Clube Amostra Grátis, na Vila Madalena (zona oeste) . Luiz Gaeta, sócio Clube Amostra Grátis, diz que, apesar do nome da loja, não há “amostras grátis”, mas coisas em tamanho natural para o consumidor. Ele diz que o projeto fez tanto sucesso que uma nova loja fora de SP já está em debate.  

veja também