MENU

São Paulo terá hospital de campanha em caso de epidemia de dengue

São Paulo terá hospital de campanha em caso de epidemia de dengue

Atualizado: Segunda-feira, 3 Outubro de 2011 as 3:38

Governador e secretário da Saúde participaram de

apresentação em SP de plano contra a dengue

(Foto: Letícia Macedo/ G1)

  Os municípios que tiverem a maior incidência de casos de dengue poderão ter hospitais de campanha para desafogar hospitais e unidades de saúde. A medida é prevista pelo Plano Estadual de Intensificação das Ações de Vigilância e Controle de Dengue para o período 2011-2012, que foi apresentado pelo governador Geraldo Alckmin e pelo secretário estadual da Saúde, Giovanni Guido Cerri, na manhã desta segunda-feira (3).

Apesar da queda de 56,8% nos casos registrados de janeiro a agosto de 2011, em relação ao mesmo período de 2010, o governo teme um aumento no número de casos da doença porque o estado terá pela primeira vez a circulação do vírus tipo 4, contra o qual a população ainda não está imunizada. “Com o vírus tipo 4, como é um vírus novo, o grande risco é de aumentar a dengue hemorrágica, que é mais grave e exige mais cuidados”, afirmou o governador.

Risco da doença

Segundo levantamento feito pelo Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) e pela Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), 283 municípios paulistas apresentam risco alto ou muito alto para a ocorrência de dengue no próximo verão. O estudo levou em consideração o histórico e os índices de infestação e o índice de infestação de larvas do Aedes aegypti, vetor da transmissão.

O plano prevê também que o treinamento “express” de profissionais da saúde acontecerá em 67 municípios considerados prioritários. O objetivo é capacitá-los a identificar o mais rápido possível os casos graves da doença. A formação acontecerá nos serviços de saúde para atingir os profissionais com lidam com casos de suspeita de dengue.

Vacina

O Instituto Butantan, em parceria com um instituto norte-americano, tenta desenvolver uma vacina contra a dengue. De acordo com Alckmin, é possível que o Brasil tenha uma vacina a partir de 2014 ou 2015. “O Instituto Butantan já está trabalhando e começa a fazer, já no ano que vem, os testes clínicos com voluntários aqui em São Paulo”, afirmou.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, 15 de 645 municípios concentram 60% dos casos de dengue. Apenas a cidade de Ribeirão Preto concentra 19,3% dos casos. Entre janeiro e agosto deste ano, São Paulo registrou 81.248 casos autóctones (com transmissão dentro do estado).      

veja também