MENU

Saúde de Dilma provoca mudança de cerimonial

Saúde de Dilma provoca mudança de cerimonial

Atualizado: Sexta-feira, 6 Maio de 2011 as 11:19

A saúde da presidente Dilma Rousseff, que trata de uma pneumonia, continua sendo motivo de atenção especial, apesar de se declarar recuperada. Nesta quinta-feira (5), data em que era prevista a retomada da normalidade da agenda de trabalho presidencial, inclusive com a volta dos despachos no Planalto - e não no Alvorada, residência oficial - houve nova mudança de cerimonial, para poupar Dilma. A cautela vai perdurar até a semana que vem: nesta sexta-feira (6), Dilma continuará trabalhando no Alvorada, e descansa no final de semana, sem sair de Brasília.

Em seu primeiro compromisso público depois de diagnosticada a pneumonia, a presidente pediu ao Itamaraty que alterasse a cerimônia em homenagem ao presidente da Alemanha, Christian Wulff, para não abusar da saúde ainda debilitada. Em vez de brindar à visita do colega alemão e abrir os discursos da tarde antes de começar o almoço oferecido ao visitante e convidados, ela preferiu almoçar primeiro e deixar o protocolo para depois.

Pela manhã, no Palácio do Planalto, ela disse aos jornalistas que já estava recuperada da pneumonia, mas que ainda precisava de repouso. Na sequência do compromisso no Itamaraty, a presidente Dilma foi direto para o Palácio da Alvorada.

Dilma optou por pedir ao ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, que a substituísse em reunião marcada para as quatro da tarde com lideranças indígenas do oitavo acampamento "Terra Livre".

Vacina

A presidente Dilma participou na segunda-feira (25) do lançamento da campanha de vacinação contra a gripe. Este blog apurou que a petista já apresentava sintomas leves de gripe – circunstância em que a aplicação da vacina é contra-indicada. Especialistas, no entanto, negam a associação entre a pneumonia e a vacina tomada pela presidente, assim como uma eventual fragilidade imunológica provocada pelo recente tratamento contra o câncer, enfrentado por Dilma.

*Com Cláudia Gonçalves, da TV Record

veja também